Aos 52, Negretti retoma provas

Atualização em 27.09. Jorge Negretti terminou em primeiro lugar na categoria MX 5 – para pilotos com 50 anos ou mais. Carlos Kettermann terminou em segundo e Anisio Clasen em terceiro.

São Paulo (SP) – Aos 52 anos, perto de 40 deles no mundo off road, Jorge Negretti volta às disputas do Brasileiro de Motocross na categoria MX 5, depois de quase duas décadas afastado das provas. Desde 2001, o piloto realiza apresentações de Motocross FreeStyle, atividade suspensa com a Pandemia. Nascido em Bragança Paulista, interior de São Paulo, em 1968, o ícone do motocross brasileiro acumula 30 títulos, dez deles do brasileiro de Motocross além das categorias Supercross e Arenacross.

“Nunca parei de andar de moto, de praticar meu motocross, e adoro experimentar as novas faces que o motociclismo me ofereceu ao longo da vida. Já se passaram 38 anos de carreira sem interrupção, e era preciso experimentar novas coisas, novas modalidades. Mas, sempre pratiquei o motocross, minha grande paixão. Em 2018 fui ao Mundial de Motocross de Veteranos nos Estados Unidos e fiquei impressionado com os pilotos de 70 ou 80 anos, sua garra e disposição. Nosso ídolo Roque Colman, com 75, é rei lá no Mundial de veteranos, respeitado como poucos e um exemplo a seguir”, diz o piloto.

Além da carreira no Motocross, Negretti foi um dos pioneiros na pratica do Motocross FreeStyle no Brasil e é até hoje um de seus maiores incentivadores. Com shows realizados em todas as regiões, começou a experimentar novas modalidades e novos desafios. Pratica Supermoto, participou do Rally dos Sertões, experiência que pretende repetir, realizou o desafio de descer e subir as Escadarias de Santos de moto, durante a famosa prova de Down Hill de Mountain Bike e o também o Enduro da Independência, além inúmeras outras experiências pilotando motocicletas, especialmente no fora de estrada.

Leia também:
+ Kawasaki convoca recall para chicote elétrico da Ninja ZX-6R 636
+ Harley-Davidson lança o Rider Wanted 2021
+ Honda abre pré-venda da linha CRF 2021 no Brasil
+ Ducati Multistrada 950S. No Brasil por R$ 94.990
+ Elétrica Voltz Motors abre loja em SP
+ BMW tem 9 patentes para elétricas
+ KTM abre venda direta de acessórios originais da linha Off Road SX e EXC

“Decidi retornar ao Brasileiro este ano, pois acredito que a minha participação poderá incentivar a volta de outros pilotos ditos veteranos. Sei que vou me encontrar com pilotos com quem disputei títulos anos atrás, muitos ainda em atividade, outros retornando também. Podemos mostrar que o Motocross pode ter longevidade. A ideia é motivar os jovens a permanecerem e a alguns que já se retiraram, a voltarem a disputar as provas. Será uma temporada diferente, mas estou treinando e espero ser competitivo. Ano passado dei uma ensaiada, treinei com os pilotos em algumas etapas mas este ano vou disputar o Campeonato Brasileiro completo”, afirma.

Calendário do Brasileiro de Motocross 2020

27/09 – 1ª etapa Penha (SC)
04/10 – 2ª etapa Penha (SC)
18/10 – 3ª etapa Faxinal (PR)
25/10 – 4ª etapa Faxinal (PR)
22/11 – 5ª – etapa em definição
06/12 – 6ª etapa Ibirubá (RS)
13/12 – 7ª – etapa Tapejara (RS)

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *