BMW E-Power Roadster

São Paulo (SP) – A BMW mostrou as primeiras fotos do conceito superesportivo elétrico E-Power Roadster que mistura componentes de modelos da marca como S 1000R e R 1200RS. A bateria é a mesma utilizada nos carros híbridos da Série 2 e o motor elétrico é da Série 7. Com 290 quilos, a moto acelera de 0 a 96 km/h em 2s9, ou 0s2 mais lenta o que a superesportiva S 1000RR.

De acordo com a BMW, a E-Power Roadster pode ser recarregada no sistema de carga rápida, mas ainda limita a velocidade da recarga quando a temperatura da bateria passa de 40°C. A saída é criar um sistema de refrigeração que evite o aquecimento durante a carga. A capacidade de recarga deve ser de 5,95 quilômetros de autonomia adicionados a cada minuto de recarga. Com isso, em 30 minutos o veículo poderia rodar 178,5 quilômetros.

Leia também:
+ Calendário. Encontros, festas e eventos para motociclistas 2020
+ Teste Royal Enfield Himalayan 410
+ Honda ADV 150 e Forza 300. Promessas para o Brasil, em 2020
+ Kawasaki apresenta Z900 e KX250 atualizadas no SDR
+ Royal Enfield divulga preço da Intercept e Continental GT 650cc

O chefe da BMW Motorrad, Christoph Lischka, diz que a E-Power Roadster só pode ser lançada quando puder percorrer pelo menos 200 quilômetros com uma única carga. “A E-Power Roadster é uma moto com perfil esportivo e para alguém que quer pilotar nas montanhas e realmente aproveitar cada detalhe da pilotagem. Para essa pessoa, a moto precisa ter uma autonomia de 200 quilômetros, então não vamos lançar a moto até que ela seja capaz de rodar de 200 a 300 quilômetros de fato. No momento, o mercado e a infraestrutura para dar apoio a uma moto assim não está pronta. Não queremos ser como a fabricante de carros elétricos Tesla, que instala pontos de carga rápida em todos os lugares – eles custam cerca de € 110.000 cada. Na BMW precisamos ganhar dinheiro, não jogar dinheiro fora”.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *