BMW tem ABS para curva

A BMW apresentou seu sistema de freios ABS para motos de alta cilindrada que pode ser utilizado também nas curvas. Denominado ABS Pro, o dispositivo melhora sensivelmente as condições de segurança e controle, segundo a empresa. O freio estará disponível primeiro no modelo superesportivo S 1000 RR HP4, a partir de outubro. Com a instalação, a moto custará cerca de 380 euros a mais que o preço de revenda do modelo na concessionária.

De acordo com uma publicação no site da BMW alemã, o ABS convencional tem alto grau de segurança nas frenagens em uma linha reta. Já ABS Pro proporciona mais segurança ao frear também nas curvas porque evita que as rodas bloqueiem mesmo quando os freios são aplicados de forma rápida, reduzindo eventuais mudanças bruscas de direção e com maior eficiência.

Leia também:
+ BMW apresenta linha 2015
+ BMW K 1600 GLT Exclusive 2014 a venda no Brasil
+ Suzuki apresenta supernaked GSR 1000 no Intermot

No ABS Pro, o sistema trabalha de acordo com as condições da via e a pilotagem. De acordo com a leitura de parâmetros como o ângulo de inclinação e aceleração, o sistema atua em associação com a programação do Controle de Tração DTC e do Controle Dinâmico de DDC Controle Dinâmico de suspensão para manter o equilíbrio da motocicleta. O nível de influência do ABS varia conforme a configuração dos modos de pilotagem, de suave a race.

A KTM foi a primeira fabricante de motos a lançar o sistema antitravamento que atua em curvas, instalado no modelo 1190 R no início deste ano.

-Imagens: divulgação-

2 comentários em “BMW tem ABS para curva

  1. A marca BMW demorou a se ingressar no mundo das esportivas, mas quando emplacou marcou presença. Sempre focaram em durabilidade e conforto. Impressionante como inovação esse ABS, lançado também pelos alemães na linha automotiva Mercedez Benz. Eu, saudosista que sou, gostaria de um relançamento das séries R (R60, R90s) da década de 70, em que se faziam verdadeiras arte sobre rodas, com pinturas degradês. Agora, caros leitores: Já pensaram se houvesse essa tecnologia nas RD350 viúvas negras desde a década de 70?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *