Brasileiro de Motocross 2018

São Paulo (SP) – O espanhol Carlos Campano, da equipe Yamaha Monster Energy Geração, venceu a categoria MX1 do Campeonato Brasileiro de Motocross 2018. A etapa de encerramento aconteceu em Fagundes Varela, Rio Grande do Sul, no último domingo. Campano foi o piloto que mais venceu no ano. Faturou o título após ganhar seis das 15 baterias realizadas e chegou a marca de 5 títulos da MX1 no Brasileiro de Motocross. Ganhou em 2012, 2014, 2015, 2017, 2018 e atingiu um lugar isolado no ranking de campeões da categoria principal do motocross brasileiro. Em toda história, apenas Pedro Bernardo Raymundo, o Moronguinho, com seis conquistas, tem mais títulos que o piloto Yamaha.

“Estou super feliz por ganhar o pentacampeonato. Chegamos bem tranquilos na final graças aos bons resultados ao longo da temporada (o pior foi um terceiro). Passei o Jetro na primeira bateria, fiquei ainda mais tranquilo, e deu tudo certo para ganhar o título já após a primeira corrida do dia. Estou feliz também pela equipe, que ganhou tudo, somando o Fabinho na MX2 e o Tallys na MX2-Junior. Agora vamos pelo sexto título em 2019”, diz o piloto.

O equatoriano Jetro Salazar, da equipe Honda Racing, venceu a MX Elite no Brasileiro de Motocross 2018. “Estou muito feliz pela conquista e agradeço a Honda Racing, todos da equipe foram fundamentais para esse título”, disse o equatoriano. Ele fechou o ano com o quarto lugar na etapa final, o suficiente para levantar a taça. Quem venceu a corrida da MX Elite foi o companheiro de equipe Hector Assunção, de São Paulo, que também ganhou a prova da MX1.

Leia também:
+ Teste: Harley-Davidson Fat Bob e o torque do Milwaukee-Eight 107
+ BMW chega a 50 mil unidade montadas em Manaus (AM)
+ SuperBike Brasil apresenta o calendário para 2019
+ Royal Enfield Himalayan 400. No Brasil em janeiro de 2019
+ Linha Harley-Davidson 2019 tem três novos modelos
+ BMW prepara participação especial para o Concorso d’Eleganza Villa d’Este 2019
+ MV Agusta F4 Claudio. Homenagem a Claudio Castiglioni
+ Eric Granado disputará FIM Enel World Cup em 2019
+ MXF Motors atualiza o modelo RX 250cc de 4 tempos
+ Yamaha MT-07 segunda geração com novas suspensões e bancos
+ Intermot 2018. Suzuki reedita a Katana, ícone do motociclismo anos 80

“Foi um ano muito difícil para mim”, lembrou Salazar. “Tive que superar lesões e diversos desafios durante a temporada, mas hoje coloquei a cereja no bolo”, comemorou. Este é segundo título brasileiro do piloto – em 2016, ele foi campeão por uma equipe satélite Honda. “Eu estreei este ano na equipe oficial e estou muito feliz, com a sensação de dever cumprido. A clima do time é incrível, somos como irmãos.”

Resultados – 8ª etapa

MX Elite
1 – Hector Assunção
2 – Paulo Alberto
3 – Carlos Campano
4 – Jetro Salazar
5 – Jean Ramos

MX1
1 – Hector Assunção
2 – Paulo Alberto
3 – Carlos Campano
4 – Humberto Martin
5 – Thales Vilardi
7 – Jetro Salazar

MX2
1 – Fábio Santos
2 – Leo Souza
3 – Lucas Dunka
4 – Pepê Bueno
5 – Tallys Nathan

Classificação final

MX Elite
1 – Jetro Salazar – 153 pontos
2 – Paulo Alberto – 150 pontos
3 – Carlos Campano – 150 pontos
4 – Hector Assunção – 111 pontos
5 – Humberto Martin – 98 pontos

MX1
1 – Carlos Campano – 336 pontos
2 – Paulo Alberto – 304 pontos
3 – Jetro Salazar – 301 pontos
4 – Hector Assunção – 270 pontos
5 – Jean Carlo Ramos – 207 pontos

MX2
1 – Fábio dos Santos – 313 pontos
1 – Pepê Bueno – 307 pontos
3 – Lucas Dunka – 271 pontos
4 – João Pedro Pinho Ribeiro – 221 pontos
5 – Leo Souza – 118 pontos

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *