Duas Rodas

O Salão Duas Rodas 2017 recebeu 242 mil visitantes que participaram de 4 mil horas de experiências em 15 atrações e 17.600 test rides, nos seis dias do evento. O balanço da organização da 14ª edição da mostra informa que foram lançados 70 novos modelos no evento, que contou com mais de 500 motocicletas das marcas BMW, Dafra, KTM, Ducati, Indian, Harley-Davidson, Haojue, Honda, Kawasaki, Kymco, Triumph, Royal Enfield, Suzuki, Vespa e Yamaha.

As montadoras relacionadas à Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) investiram cerca de R$ 30 milhões em instalações, equipamentos e atrações para o Salão. Para executivos das montadoras, o evento aponta para um 2018 melhor para o setor. As visões sobre resultados no decorrer do tempo, no entanto, são distintas.

Federico Álvarez, diretor da BMW Motorrad Brasil disse que viu um público mais animado para comprar os produtos da marca tanto no curto prazo quanto em breve. “Agora, para nós, como estratégia de marketing, temos que avaliar se um investimento tão forte no Salão, em uma semana, faz sentido ou não ou faria mais sentido com essa mesma verba fazer uma diversificação de investimentos em marketing. O Salão pode melhorar as vendas de uma semana, mas não para o decorrer do ano”, observou o diretor.

Já Flávio Villaça Teixeira, gerente de Marketing da Harley Davidson Brasil, disse que a mostra deste ano foi positiva com uma boa reação do público em relação aos produtos da marca. “Nós apresentamos onze lançamentos e por isso mesmo tivemos uma receptividade muito grande em relação às novas motos. Espero que isso seja um reflexo do que vamos ter pela frente no ano de 2018 com a retomada da economia e reflexo nas vendas”, observou. O ano de 2017, apesar do cenário econômico e da contração do mercado, foi bom para a Harley-Davidson, com crescimento significativo de vendas, afirmou o gerente. “Observando o interesse do público no Salão esperamos um 2018 melhor ainda para nosso mercado. Apesar dos altos e baixos nós acreditamos bastante no mercado brasileiro surpreendendo o clientes com nossos novidades”, disse.

Presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, analisou que o setor de motocicletas no Brasil apresenta reação ante a crise econômica que o afeta nos últimos anos. “O momento positivo que nosso setor está passando, já com sinais de recuperação, estoques bem equilibrados e até alguns modelos faltando. Poderíamos até ter melhores vendas no varejo se tivéssemos mais disponibilidade de alguns modelos”, afirmou. Segundo o presidente, vários lançamentos foram feitos no decorrer do ano e no Salão outros produtos foram lançados. “Os fabricantes hoje nem esperam mais o salão, pois ao longo do ano tivemos mais de 20 lançamentos. Isso mostra como todos nós do setor acreditamos no mercado brasileiro. Já a partir de janeiro o volume de produção em Manaus deve começar a melhorar”, afirmou.

“Um evento bem montado com estandes grandes e suntuosos, com área dedicada a pequenos expositores com seus produtos e todos os dias salão cheio. Com todos esses sinais, foi um Salão que superou as expectativas,tanto do ponto de vista de público quanto de produtos. A Yamaha veio com três lançamentos contundentes. A ZY 450 e a Fazer 250 remodeladas, e a Crosser 150 que é uma moto muito solicitada pelo público. Nós da Yamaha estamos confiantes que 2018 será um ano de virada”, disse Laner Azevedo, assessor de imprensa da Yamaha.

A Kawasaki avaliou positivamente sua participação no evento. “O Salão Duas Rodas nos aproximou mais dos futuros clientes e podemos trocar experiências e expectativas com os nossos clientes atuais. O test ride foi uma estratégia muito positiva para nós e para os futuros clientes que puderam experimentar os produtos, entender o perfil de cada um deles e, o melhor de tudo, estar do nosso lado para compartilhar essa experiência, sua intenção e sua necessidade de compra”, afirmou Sonia Harue Ando, gerente comercial da montadora.

Leia também:
+ Honda lança mais uma versão, a Sport, do scooter PCX 150 versão 2018
+ Yamaha reformula totalmente a Fazer 250 ABS
+ Ducati apresenta Monster 797 e SuperSport S no Salão Duas Rodas
+ Royal Enfield apresenta sua nova série Redditch no Salão Duas Rodas
+ Mercado de motos apresenta estabilidade em outubro, diz Abraciclo
+ Triumph leva as novas Tiger 800 e T100 Black para o Salão Duas Rodas
+ BMW apresenta a nova G 310 GS no Salão Duas Rodas
+ Honda anuncia X-ADV para o Brasil em 2018
+ Yamaha reformula totalmente a Fazer 250 ABS na versão 2018
+ Yamaha comemora 47 anos de operação no Brasil
+ Teste: Roadster BMW G 310R anda bem?

Estreante no maior evento do segmento, a Vespa apresentou modelo de três rodas Piaggio MP3 Yourban Sport. Para Giuseppe de Paola, presidente da Assef Beclly Vespa no Brasil, “esta edição do Salão Duas Rodas foi um momento histórico para a Vespa e a Piaggio, na sua primeira aparição com um espaço próprio e um lançamento dedicado exclusivo a este evento”, disse. “O Salão mostrou toda sua potencialidade, com público numeroso, amante das duas rodas e muitos profissionais. Um palco cênico onde pudemos encontrar o nosso target e ficar próximo dele”, completou Giuseppe.

“A Reed Exhibitions Alcantara Machado termina essa edição, que foi a maior da história do Salão Duas Rodas, com a sensação de dever cumprido. Repaginamos o evento, trouxemos atrações inéditas e surpreendentes que encantaram a todos os visitantes. Criamos atrações para todas as tribos apaixonadas por motocicletas. Estamos em um momento de retomada do setor e o Salão Duas Rodas ajuda a impulsionar as vendas de motocicletas”, disse Leandro Lara, diretor do Salão Duas Rodas.

-Informações e imagens: divulgação/MotoMovimento-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *