EICMA 2017

As principais montadoras do planeta levaram para o Salão de Milão (EICMA) 2017, na Itália, seus principais lançamentos e conceitos. A Honda revelou a nova geração da CB 1000R. A naked de alta cilindrada da linha CB, fora de linha no Brasil, foi remodelada remetendo ao retrô e recebeu novas tecnologias como acelerador eletrônico com três modos de pilotagem. Com embreagem assistida e sistema anti-deslizante, tem motor de 4 cilindros e 998 cc e 145,5 cv.

A Ducati levou para o Salão a Panigale V4, a Multistrada 1260 que recebeu o motor da XDiavel e a Scrambler 1100 com motor da Monster 1100. A V4, com tecnologia da MotoGP, tem 1.103cc que produzem 214 cv a 13.000 rpm. O diâmetro dos pistões de 81 mm acompanha o máximo permitido no campeonato mundial, mas o curso foi elevado para melhorar performance em baixos e médios regimes. O torque máximo é de 12,6 kgf.m a 10.000 rpm. Com escapamento de titânio Akrapovic, alcança 226 cv.

Com versões S e Speciale, a Panigale V4 é equipada com sistema de suspensões Öhlins EC que permite diversos ajustes específicos para cada tipo de pilotagem. As pinças Brembo Stylema, substitutas das M50, são 70 gramas mais leves cada além de serem melhor refrigeradas.

A Royal Enfield apresentou dois novos modelos: a Interceptor INT 650 e a Continental GT 650. As motocicletas são impulsionadas pelo novo motor Royal Enfield 650cc, com eixo de comando único e oito válvulas, refrigerado a ar e óleo e dois cilindros com 648 cc, produzindo 47cv e 52Nm. Os chassis foram desenvolvidos pela equipe no Centro Tecnológico da marca no Reino Unido, com a colaboração das equipes de engenharia e design em Chennai, na Índia, e pela Harris Performance.

A Interceptor INT 650 vem equipada com pneus Pirelli aro 18, amortecedores duplos e freios a disco dianteiros e traseiros, com ABS. A distância ao solo de 174 mm e a altura de assento de 804 mm. A Continental GT 650 tem tanque de combustível de 12,5L. Possui discos de freio dianteiro e traseiro com ABS, como a Interceptor INT 650. Tanto a Continental GT 650 quanto a Interceptor INT 650 estarão disponíveis em diferentes cores em dois estilos distintos: Standard e Retrô Custom.

Leia também:
+ Teste: Roadster BMW G 310R anda bem?
+ BMW apresenta a nova K 1600 GLT no Salão Duas Rodas 2017
+ Nova Honda Gold Wing é apresentada no Tokyo Motor Show
+ Kawasaki vai substituir a Ninja 300 pela Ninja 400, na Europa
+ Indian apresenta a linha Dark, no Salão Duas Rodas 2017
+ Honda apresenta a Biz versão 2018 no Salão Duas Rodas 2017
+ Novas CB 650F e CBR 650F 2018. Mais 1,5cv e marchas mais curtas
+ T-Cruise, novo modelo elétrico italiano com autonomia de até 270 km
+ CB Twister 2018 com novas cores e grafismos
+ KTM oferece bônus de fábrica para a 390 DUKE ABS, em outubro
+ Teste: Honda NXR 160 Bros 2018 com CBS (Combined Brake System)

A BMW mostrou o scooter C 400 X. Montado sobre chassi tubular em aço, tem motor monocilíndrico de 350 cm³ arrefecido a líquido e comando único no cabeçote (OHC). O propulsor é capaz de gerar até 34 cv de potência máxima a 7.500 rpm e o torque chega a 3,5 kgf.m a 6.000 giros. O scooter ainda oferece freio ABS e controle de tração como itens de série e painel TFT multifuncional como opcional.

A fabricante japonesa Kawasaki apresentou a sport-touring H2 SX com entrega de potência progressiva em baixas e médias rotações. Como a H2 esportiva a SX chega aos 210 cv com indução de ar (14 kgf.m). Para deixar o modelo voltado para viagens, a montadora revisou diversos componentes como admissão, turbina, cilindros, pistões, cabeçote, escapamento e relações de marcha para chegar ao comportamento ideal da moto para a proposta.

A Yamaha surpreendeu o público com a Niken, de três rodas (duas dianteiras que agem simultaneamente) e motor de três cilindros da MT-09. O modelo, o motor de 847 cc e 115 cv recebe auxílio de controles de tração, quick-shifter e freios ABS.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *