IX Salão das Motopeças

Restrito a profissionais do setor, o IX Salão das Motopeças começou ontem e vai até o próximo dia 20, em São Paulo, com os empresários apostando no crescimento nas vendas de peças de reposição para motos. É o reflexo da crise que afeta diretamente as montadoras instaladas no Brasil mas faz com que o consumidor procure manter seu veículo usado. “A crise, com desemprego e falta de financiamento retrai as vendas de motos novas. Assim, a opção do motociclista é manter o veículo usado”, disse o gerente de marketing da fábrica paranaense de capacetes e peças para motos Pro Tork, Gustavo Silva.

Mas o setor não é composto somente de peças de reposição. De acordo com Oswaldo Ballam, engenheiro de desenvolvimento da fabricante de capacetes instalada em Guarulhos, Nasa Capacetes, a crise bateu de frente com a empresa. “Mas o ápice da crise, para nós, parece que já passou. Como trabalhamos somente com vendas no atacado, as lojas, até pouco tempo atrás não queriam nem mesmo atender nossos vendedores. Agora, os lojistas começam a voltar a fazer, mesmo que pequenos, pedidos para a reposição do estoque”, observou o gerente.

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças (Anfamoto), Orlando César Leone, tem a mesma visão de mercado dos empresários do setor. “Não notamos diferença nos negócios do setor na comparação entre o ano passado e este. O mercado está sendo regular. Isto porque, como as pessoas não estão comprando motos novas, elas tendem a ter cuidado e manutenção maiores com os equipamentos que já possuem”, comentou o presidente da associação. “Por isto, a realização deste evento é tão importante, pois ele proporciona que os players do mercado possam fomentar negócios para a manutenção do setor”, disse.

Leia também:
+ Kawasaki apresenta linha off road 2017
+ Dafra tem bônus de fábrica para Cityclass 200i e Fiddle III
+ Harley-Davidson tem promoção para linha 2016 até 31 de agosto
+ Linha 2017 CG 160 Titan e CG 160 Fan tem novas cores e grafismos
+ BMW R nineT Scrambler 2016 tem preço definido na Alemanha
+ Linha 2017 Indian Motorcycles tem novas cores e central de multimídia com GPS
+ BMW oferece novas tecnologias para os modelos BMW R 1200 GS e R 1200 GS Adventure
+ Honda lança CBR 250RR na Indonésia
+ Harley-Davidson convoca recall para os modelos Touring Electra Glide Ultra Limited e Street Glide Special
+ Teste: Honda XRE 300 Rally é trail perfeita para uso na cidade

A entidade também fez uma parceria entre o Salão das Motopeças e a Intermot, feira de motocicletas da Alemanha para “promover as relações entre o mercado europeu e brasileiro de motociclismo, troca de estandes e visibilidade entre eventos promovidos por cada entidade e, principalmente, levar uma missão brasileira organizada pela Anfamoto para a Intermot 2016, que acontece em outubro, em Colônia, na Alemanha.”

Na abertura do evento, o presidente da Associação disse que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) vai realizar uma pesquisa de mercado do setor de motopeças. Dados preliminares mostram que, em 2013, o setor era responsável por gerar cerca de 300 mil postos de trabalho. “Através também do levantamento preliminar, da parte do impacto direto da cadeia de motopeças já podemos anunciar que a participação do setor no PIB para o ano de 2013, é de 0,21%. Mas, ainda faltam alguns números para a conclusão do estudo”, observou. Dados de 2014 serão divulgadas ao final de setembro.

-Imagens: MotoMovimento-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *