Linha CG 160 2018 com freio CBS

A linha CG 160 2018 (CG 160 Start, CG 160 Fan e CG 160 Titan) conta agora com o sistema de freio CBS (Combined Braking System). Os novos modelos também receberam suspensão dianteira SFF (Separated Function Fork), “tecnologia anteriormente exclusiva aos modelos de maior cilindrada, que permitirá aos modelos maior eficiência e conforto para encarar os mais diversos cenários cotidianos”, diz a montadora.

Produzidos em Manaus, os lançamentos serão disponíveis nas cores Azul Perolizado e Vermelho Perolizado na CG 160 Titan, Vermelha e Branca para a CG 160 Fan e Vermelha na CG 160 Start. Os preços públicos sugeridos são R$ 7.990 (CG 160 Start), R$ 8.990 (CG 160 Fan) e R$ 10.190 (CG 160 Titan). Os valores têm como base o Estado de São Paulo e não incluem despesas com frete ou seguro. A garantia é de três anos, sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

Introduzido na linha em 2014 (inicialmente na CG 150 Titan), o sistema de freios CBS tem ganho em até 20% da distância de frenagem se comparado a modelos standard. O sistema agora equipa tanto as CG dotadas de freio a disco de acionamento hidráulico na dianteira CG 160 Titan e CG 160 Fan como a com freio a tambor em ambas as rodas, a CG 160 Start.

De acordo com a montadora, seja com freios disco/tambor ou tambor/tambor o sistema CBS atua da mesma forma: ao acionar o pedal de freio traseiro a força frenante é distribuída para ambas as rodas, 34% para o freio dianteiro e os 66% restantes para o freio traseiro impedindo o travamento das rodas e corrigindo por meio de um sistema, o mal habito dos motociclistas de usar somente o freio traseiro, quando o ideal é acionar os dois.

Desenvolvida visando as tremendas exigências das motocicletas usadas nas competições off-road, motocross, enduro e rally, a nova suspensão dianteira da Linha CG 2018 é do tipo SFF (Separated Function Fork). Em funcionamento, o sistema separa as funções das bengalas da dianteira: nas suspensões convencionais ambas bengalas contam com molas e dispositivos hidráulicos dedicados ao amortecimento. No SFF, uma bengala é dedicada ao sistema hidráulico, o amortecimento progressivo da compressão e extensão, enquanto a outra bengala abriga a mola.

Leia também:
+ NMAX 160 2018 tem novas cores
+ Ducati Multistrada S tem nova opção de cor Volcano Grey
+ Nova BMW S 1000 RR mantém preço de R$ 78.400
+ Família Honda 500cc 2018. Novas cores, grafismos e escapamento na crossover
+ Kawasaki Versys 650 2018. Duas novas cores, por R$ 34.990
+ Salão Duas Rodas 2017
+ Teste MotoMovimento: Honda CB 650F
+ Kawasaki Vulcan S 2018 tem duas novas versões
+ Ducati traz para o Brasil nova versão da Monster 1200 S
+ Nova Indian Scout Bobber
+ Mercado de motos segue em queda no Brasil
+ Kawasaki ZX-10RR e Z1000 R Edition. No Brasil em julho

As vantagens deste novo sistema são múltiplas: maior leveza da suspensão favorece a melhor dirigibilidade. O menor atrito interno garante boas respostas e funcionamento mais preciso por absorver melhor as irregularidades do terreno, tendo como ganho a diminuição de componentes internos, o que facilita a manutenção e aumenta a durabilidade da suspensão para às diversidades de pisos.

Na a versão CG 160 Tiitan e CG 160 Fan 2018, o painel de instrumentos é “Blackout” enquanto a CG 160 Start apresenta instrumento dotado de conta-giros. Outra inovação na Start é o acabamento em “Black Chrome” nos aros de roda, que proporciona um estilo exclusivo aos modelos além de possibilitar reduzir emissão de elementos nocivos ao meio ambiente em sua produção se comparados aos aros cromados convencionais.

A CG 160 Start, Fan e Titan são equipadas com motor do tipo monocilíndrico com sistema de comando de válvula no cabeçote OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos, arrefecido a ar e injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection). Com capacidade cúbica de 162,7 cm3, é capaz de gerar 15,1 cv (etanol) e 14,9 cv gasolina) a 8.000 rpm. O torque máximo é de 1,54 kgf.m (etanol) e 1,40 kgf.m (gasolina) a 6.000 rpm.

Nas rodas, a CG 160 Titan utiliza o pneu traseiro de perfil mais baixo e mais largo, com maior área de contato. Suas medidas são 100/80?18M/C REINF 59P para o pneu traseiro, e 80/100-18M/C 47P para o dianteiro. Na CG 160 Fan, os pneus permanecem com as mesmas especificações: 80/100-18M/C 47P (dianteiro) e 90/90-18M/C REINF 57P (traseiro). A suspensão usa um garfo telescópico com curso de 135 mm na frente, e sistema de duplo amortecimento de 106 mm atrás. Os freios possuem disco dianteiro simples de 240 mm, e tambor traseiro com 130 mm.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *