Maico Teixeira vence Superbike 2015

O piloto Maico Teixeira (#36), da Honda Mobil, venceu a primeira etapa da SuperBike realizada hoje (26/4), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. Atual campeão da competição, Teixeira passou de 10º para 2º antes de completar a primeira volta. Diego Faustino (#68), da Honda Mobil, que estava na liderança, até tentou segurar a pressão do companheiro de equipe por um tempo, mas foi facilmente ultrapassado em um trecho de reta na segunda volta.

Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing, que estreou neste ano na categoria, tirou um grande rendimento da sua moto e acompanhou de perto os adversários da Honda Mobil durante toda a prova, cruzando a linha de chegada em terceiro, apenas a um segundo de Faustino.

Logo atrás, o segundo pelotão foi onde se registrou as principais brigas por posições. José Luiz Cachorrão (#51), da Honda Mobil, ficou à frente boa parte do tempo e garantiu a quarta colocação. Já Bruno Corano (#34), da Mobil Monster Energy Kawasaki SuperBike Team, repetiu a posição do grid de largada e chegou em quinto.

Na categoria Pro Amador, o vencedor foi Fernando Min (#20), da equipe MotoSchool Racing Team, seguido por Fabrício de Castro (#75), da BH Racing. Danilo Rafael Berto (#83), da Simohara, garantiu a terceira posição e Ian Lucas ‘Testa’, da City Service BSB Moto, não completou a prova.

Já na categoria Pro Master, Rogério Gentil Fernandes (#31), da equipe Casa dos Motoqueiros, foi o vencedor. Em segundo chegou Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best River. Na Pro Estreante, o mais bem colocado foi Ricardo Negretto (#38), da Tecfil Racing Team.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

Ninja 600

Diego Viveiros (#23) venceu com tranquilidade a primeira etapa da Copa Kawasaki Ninja 600. O piloto, que largou na pole position, abriu grande vantagem na liderança da prova e recebeu a bandeira quadriculada sete segundos à frente do segundo colocado, demonstrando superioridade no circuito do Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, neste domingo, 26.

Flávio Pavanelli (#78) encerrou a rodada na segunda posição, seguido por Luiz Ferraz (#13), que largou em oitavo lugar e recuperou posições, volta a volta, com um ritmo rápido e ousado, para terminar em terceiro. Completaram o pódio da categoria Jefferson Ramos Valcézia (#99), em quarto e Diego Botelho (#93), em quinto.

“Fiz uma boa largada e consegui impor um ritmo volta a volta sem perder muito tempo e, com isso, consegui abrir uma boa vantagem, o que me permitiu tirar a mão nas voltas finais e ir em uma pegada mais tranquila. Agradeço a todos que torceram por mim e à minha equipe que deixou minha moto perfeita”, festejou Diego Viveiros, campeão da primeira etapa da Copa Kawasaki Ninja 600.

“Tentei acompanhar o líder nas primeiras voltas, ele largou bem, tive que segurar a pressão dos demais adversários. Foi uma ótima prova e vamos para as próximas”, analisou Flávio Pavanelli, segundo colocado da primeira etapa da Copa Kawasaki Ninja 600.

Na Copa Kawasaki Ninja 600 Master quem se deu bem foi Edvaldo José Martinati (#113), que garantiu a primeira vitória da temporada. Hovanes Abgarian Emin (#2) sofreu uma queda e não completou a prova.

“Depois de cinco meses estou de volta. Enfrentei o forte calor que faz aqui em Goiânia, Larguei em sétimo, troquei de posições algumas vezes, mas consegui uma boa tocada pra vencer a primeira da competição. Foi uma ótima corrida”, comemorou Edvaldo José Martinati, primeiro colocado da Copa Kawasaki Ninja 600 Master na primeira etapa.

“Tá tudo bem comigo, fazia cinco anos que eu não pilotava, estou voltando hoje. Tive um bom começo de prova, mas acabei sofrendo a queda em uma das ondulações da pista. São coisas que fazem parte do esporte. Vou buscar uma evolução para a próxima etapa”, contou Hovanes Abgarian Emin, que abandonou a disputa da rodada na Copa Kawasaki Ninja 600 Master.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

Ninja 300

A Copa Kawasaki Ninja 300 começou com a adrenalina a mil. A categoria monomarca, sempre bastante disputada por conta dos belos pegas entre as motocicletas semelhantes, contou com um show de manobras e troca de posições na estreia da temporada 2015. As motos alinharam no grid na manhã deste domingo, 26, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO) para a corrida final.

Na prova, Bruno Cesar Borges (#51) saiu na frente e ditou o ritmo do início da prova. Logo na sequência aparece Rafael Rodrigues (#45). Ainda nas voltas iniciais, durante uma disputa pela ponta, um toque entre os líderes leva Bruno Cesar Borges (#51) ao chão. Enquanto isso Rafael Rodrigues (#45) abre vantagem na primeira colocação, registrando 2s07 de diferença para o segundo colocado, uma marca considerável. Um pouco mais atrás esquenta o duelo pelo 3º posto, entre Lin Waner (#30) e Niko Ramos (822). Andando no mesmo ritmo, os competidores revezam posições e a liderança muda de mãos a cada volta, com um grupo de sete pilotos acelerando quase sem diferença de tempo. Nas voltas finais Niko Ramos (#822), que não fez boa largada após conquistar a pole position, mostra sua incrível recuperação e assume a ponta, para vencer a primeira prova da temporada.

Completaram o pódio da categoria Kawasaki Ninja 300 Lin Waner (#30), em segundo, Pedro Henrique Ramos e Silva (#113) em terceiro, seguido por Indiana Muñoz Gomes (#199) em quarto, e Josué Araujo “Bochecha” (#404), em quinto.

“Foi minha primeira prova de Kawasaki Ninja 300, fui campeão da categoria 250 no ano passado e foi incrível começar a temporada com vitória. Agradeço à minha equipe, meus patrocinadores e familiares, que tornaram tudo isso possível, e estou animado pra buscar mais vitórias na competição”, comemorou Niko no pódio.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

Na categoria Copa Kawasaki Ninja 300 Light, Vitor Perrucho (#226) foi o vencedor. Em segundo, chegou Fernando Santos (#234), seguido por Victor Hugo Ribeiro Yano (#70). Em quarto, Raphael Arcari Brito (96#), em seguida Ricardo de Barros (#89),completando a lista dos cinco primeiros.

“Agradeço a todos que me apoiaram, minha equipe…minha primeira corrida de motovelocidade a nível nacional. Vencer foi o melhor presente de aniversário que poderia ter hoje. Foi uma prova bastante disputada e a adrenalina está a mil até agora”, revelou Vitor Perrucho, no lugar mais alto do pódio da Copa Ninja 300 Light.

Honda Junior Cup

Kaywan Costa (#36) manteve o favoritismo de todos os treinos e venceu a prova da Honda Junior Cup. O piloto largou na pole e logo nas primeiras curvas foi ultrapassado por Rafael Fernandes (#50), que saiu logo atrás. O adversário bem que tentou manter a posição, mas foi fortemente pressionado e, no final da primeira volta a liderança foi novamente retomada por Kaywan. Nas voltas seguintes, o piloto abriu vantagem e fechou a prova com praticamente 18 segundos de diferença para Rafael, que ficou com a segunda colocação.

Outro duelo que marcou a corrida foi a disputa entre Maria Fernanda Rocha (#22) e Rafael Rizzi (#52) pela terceira posição. Maria largou em terceiro, e por algumas voltas viu o adversário pelo ‘espelho’ colado atrás. A perseguição encerrou após Rizzi sofrer uma queda. Com isso, Maria Rocha garantiu o terceiro lugar.

Na sequência, Lucas Cabaco (#47) ganhou uma posição do grid de largada e terminou a prova em quarto e Kevin Santos (#26) fechou a lista dos cinco mais bem colocados.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

SuperSport

O vencedor da categoria SuperSport saiu nos metros finais da corrida. Os pilotos Matheus de Oliveira Dias (#70), da Tecfil Racing Team, e Luiz Cerciari (#3), da Cerciari Racing School, correram praticamente lado a lado durante as últimas duas voltas, protagonizando ultrapassagens espetaculares. A decisão ficou somente para o último segundo. Matheus entrou na reta dos boxes para receber a bandeirada com uma mínima vantagem, mas acabou sendo ultrapassado por Cerciari, que cruzou a linha de chegada seis centésimos à frente.

Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team, foi o terceiro a receber a bandeirada. O piloto se manteve logo atrás dos dois adversários, sendo que algumas vezes chegou a ocupar a segunda colocação. Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School, liderou o segundo pelotão e ficou com a quarta colocação e Dudu Costa Neto (#117) completou o pódio dos cinco primeiros.

Na categoria SuperSport Pró-estreante, o vencedor foi Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School. Em segundo lugar chegou Douglas Pecoraro (#19), da Walmax Racing, seguido por Vitor Luciano ‘Durval Careca’ (#61), da Walmax Racing.

Enquanto isso, na categoria SuperSport Pró-amador, o vencedor foi Leopoldo Bittar (#336), da Masuti Racing, que ganhou uma posição em relação à largada. Em segundo lugar, Gregory Alfonso (#33), da Walmax Racing, seguido por Victor Villaverde (#42), da Cerciari Racing School. Rafael Dadario (#86), da Viana Racing, largou em primeiro, perdeu posições e acabou ficando com a quarta posição. Juliano Godoy Rezende (#39), da equipe Duas Rodas, foi o quinto colocado.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

SuperBike Light

Alessandro Andrade (#21), da equipe California Racing Team, foi o vencedor da primeira etapa do SuperBike na categoria SuperBike Light. O piloto, que saiu em quarto no grid, conseguiu ganhar duas posições logo na largada, e na terceira volta já era o líder da prova. Apesar disso, a corrida não foi fácil para ele. Juraci Rodrigues ‘Black’ (#560), da Black Day Racing Team, seguiu de perto o adversário, pressionando-o constantemente. As últimas voltas da corrida foram marcadas pela presença de muitos retardatários, fato que reduziu ainda mais a distância entre os líderes. Apesar disso, o esforço de Black não foi capaz de inverter as posições e o piloto cruzou a linha de chegada em segundo, apenas sete décimos atrás de Alessandro.

Henrique Castro (#88) largou na pole, mas não teve um bom início de prova. O piloto perdeu duas posições logo na saída e passou praticamente toda a corrida em terceiro, algumas vezes até ameaçando a posição de Black, mas teve que se contentar com a posição.

Kairo Rangel Cordeiro e Brito (#12), da Gyn Racing Team, veio logo em seguida e terminou a prova em quarto. Completando a lista dos cinco mais bem colocados, Jeferson Marchesin Friche (#157), da equipe HG Motos Racing, em quinto.

Na categoria SuperBike Light Master, o vencedor foi Juraci Rodrigues ‘Black’, seguido Marcos Ramalho (#9) em segundo. Levy Lopes (#56), da Simohara Motorcycles, ficou em terceiro, Alexandre Marzola (#0), Red Red Racing, em quarto, e Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, na quinta colocação.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

Honda CBR 500R

Renzo Ferreira (#13), da equipe Honda Junior Cup, foi o vencedor da etapa de Goiânia da categoria Honda CBR 500R. O piloto ganhou uma posição logo após a largada e assumiu a liderança da prova. A partir deste momento, Renzo foi perseguido de perto por Leonardo Tamburro (#53), da Honda MotoSchool de Talentos, e Lucas Dezeró (#7),da Alemão Pneus. Os dois adversários seguiram na cola do líder até o fim da corrida. Na volta final, Tamburro conseguiu finalmente a ultrapassagem, mas cometeu um erro na mudança de marchas que o fez perder duas colocações.

Assim, no resultado final Lucas Dezeró ficou com a segunda posição e Leonardo Tamburro com a terceira. O piloto Luigi Maffei (#30), Tecfil Racing Team, recebeu a bandeirada 19 segundos atrás do líder da prova e ficou com a quarta posição. Fechando a lista dos primeiros, Lucas Campos (#49), terminou a corrida em quinto.

Na categoria Honda CBR 500R Light, o vencedor foi Weslley Leandro Ribeiro (#45), da equipe WR, seguido por Rafael Paixão (#28), Tecfil Racing Team, em segundo. Luis Bailey (#38), Tecfil Racing Team, ficou em terceiro, Helder Franklin (#88) em quarto e Renan Felipe Barbosa Ramos (#171) em quinto.

A piloto Suzane Carvalho (#11), da Solo Moto, foi a primeira colocada na categoria Honda CBR 500R Light Master.

Enquanto isso, na categoria Honda CBR 500R Junior, o primeiro colocado foi Renzo Ferreira (#13), que venceu também na geral. Davi Gomide (#31), da Honda Junior Cup, ficou com a segunda posição, seguido de Willian Ribeiro (#15), da WR, em terceiro. O quarto colocado foi Weslley Leandro Ribeiro (#45), da WR, que também venceu na categoria Honda CBR 500R Light Junior.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

Master

O excesso da confiança e ousadia de ‘Black’ entregou de bandeja a vitória da categoria Master para João Ricardo Reis (#444), da Gyn Racing Team. Em uma corrida sem muitas emoções, Juraci Rodrigues ‘Black’ (#560), da equipe Black Day Racing Team, largou na pole e rapidamente ficou sozinho na primeira posição até a última volta. Já na reta dos boxes, a poucos metros de receber a bandeirada, ‘Black’ comemorou a vitória antecipadamente e empinou a moto. Como vinha logo atrás, João Ricardo Reis aproveitou o ‘descuido’ do adversário e cruzou a linha de chegada na frente.

Em entrevista após a corrida, ‘Black’, que ficou com a segunda colocação, pediu desculpas à sua equipe e aos seus patrocinadores. E concluiu com a seguinte frase: “corrida é uma caixinha de surpresas”.

Voltando ao resultado final, Marcos Ramalho (#9) foi o terceiro colocado, seguido de Elson Tenebra Otero (#2), da equipe Suzuki/Econs/Best River, em quarto, e Alexandre Marzola (#0), Red Red Racing, em quinto.

Clique AQUI para o resultado completo da prova em PDF

-Imagens e informações: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *