Mercado

Mercado: A Harley-Davidson anunciou mudanças em sua liderança regional. Sean Cummings, ex-presidente da Milsco Manufacturing, empresa parceira e fornecedora de equipamentos da Harley-Davidson Motor Company, assume o cargo de vice-presidente para a América Latina no lugar de Mark Van Genderen, que passa a exercer a vice-presidência de General Merchandise, em Milwaukee, Estados Unidos.

À frente da Milsco Manufacturing, Sean Cummings foi o responsável pela gestão organizacional e dos resultados da companhia em nível global. O executivo possui extensa experiência em diversas áreas, como marketing e logística, além de importante bagagem internacional, com atuação no na América Latina, Europa e Oriente Médio. “Tenho certeza que Sean será muito importante para o nosso time e trará contribuições essenciais ao negócio, com sua paixão por pessoas e sua liderança”, afirma Matt Levatich, presidente da Harley-Davidson Motor Company.

Leia também:
+ Inmetro determina certificação de peças
+ Buzinar intensamente no corredor pode dar multa
+ Parceria BMW Motorrad Alex Barros Racing para o GP 1000 2014

Sean assumirá o lugar de Mark, que ocupou o cargo por sete anos. Neste tempo, o executivo liderou o processo de criação do time regional da América Latina, incluindo a realocação do escritório regional para Miami e o início das operações das subsidiárias da empresa no Brasil, México e LADM – Latin America Direct Markets (o restante dos países da região). Sob a orientação de Mark, a performance de vendas da região América Latina evoluiu consideravelmente, passando de 5.500 unidades em 2007 para 11.400 em 2013 e, mais importante, o índice de satisfação dos clientes também aumentou.

“Estou muito feliz por voltar ao Brasil e ter a oportunidade de trabalhar com um grupo de funcionários e concessionários tão talentoso e dedicado”, afirma Sean. As operações no Brasil continuarão sendo lideradas por Longino Morawski, que agora se reporta diretamente a Sean Cummings.

-Informações: Harkey-Davidson do Brasil-
-Imagem da página Principal: divulgação-

Um comentário em “Mercado

  1. Espero que as mudanças façam a Harley-Davidson rever sua política de disponibilidade e de preços de peças e assessórios para o Brasil, pois mesmo após vários anos no mercado nacional ainda é proibitivo personalizar uma moto da marca com itens originais comprados nas autorizadas da marca ou no mercado nacional por “importadores” autônomos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *