Museu KTM

A KTM anunciou que está próxima de obter todas as autorizações de Mattighofen, cidade sede da empresa na Áustria, para a construção do Museu KTM. O projeto, de acordo com seu gerente Alex Pierer, já tem a programação de construção ao longo de 2016 com inauguração prevista para 2017.

O museu terá todos modelos de todas as épocas da marca, assim como suas histórias desde 1934 quando Hans Trunkenpolz inaugurou a empresa ainda como uma oficina de reparos de motocicletas.

Leia também:
+ Indian abre, no Rio de Janeiro, segunda concessionária brasileira
+ Yamaha Sport Touring FJR 1300 versão 2016 tem seis marchas
+ Yamaha chama segundo recall para MT-09 no Brasil
+ Hot Rods Brasil 2015. De 4 a 6 de dezembro, em São Paulo
+ Indian lança versão mais barata de seu modelo de entrada, a Scout Sixty

A KTM já abriu uma licitação com a participação de três empresas que já trabalharam em museus ou ambientes de integração entre empresas e clientes como da alemã BMW e a Porsche.

“O museu da KTM terá um espaço de 8.500 metros quadrados divididos em três andares e também contará com oficina para treinamento de aprendizes para que os visitantes possam observar, fora da fábrica, como é a linha de produção”, disse Pierer.

O início

Fundador da empresa, Hans Trunkenpolz abriu, em 1934, uma oficina de consertos de motocicletas denominada “Kraftfahrzeuge Trunkenpolz Mattighofen” que passa a revendedora da marca DKW em 1937. A produção em série da empresa de Trunkenpolz começou em 1953 com a montagem de três motocicletas por dia já com o nome KTM.

Em 1955, Ernst Kronreif torna-se acionista majoritário da empresa renomeando-a como “Kronreif Trunkenpolz Mattighofen”, até o momento o nome dá as primeiras três letras ao empreendimento KTM.

-Imagens: divulgação KTM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *