Primeira etapa

Depois de três temporadas abertas com eventos em São Paulo (SP), o Moto 1000 GP tem a primeira etapa de 2014 no Rio Grande do Sul, na cidade de Santa Cruz do Sul. As provas do GP Petrobras serão realizadas domingo (4) no Autódromo Internacional Oswaldinho de Oliveira, dando início à disputa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade em quatro categorias – GP 1000, que é a principal, GP Light, GP 600 e a série de iniciação GPR 250.

O motociclismo gaúcho comemorou a conquista de títulos brasileiros por dois de seus representantes em 2013. Rafael Bertagnolli, da cidade de Santa Maria, levou a Kawasaki ZX-6 da Bertagnolli Racing à vitória em quatro etapas do Moto 1000 GP e conquistou o título da categoria GP 600 – a mesma em que fora vice-campeão em 2012. Pedro Sampaio, de Bento Gonçalves, somou duas vitórias, um segundo e dois terceiros lugares na GPR 250 e foi campeão.

Os dois gaúchos campeões nacionais estarão na pista no GP Petrobras, enfrentando o processo de adaptação a novas categorias. Sampaio, 16 anos, fará sua estreia na GP 600 pilotando a ZX-6 número 28. Ele continua correndo pela equipe Fábio Loko, que passa a contar também com Bertagnolli, inscrito na GP Light com a ZX-10 número 5. Elder Caldeira, de Porto Alegre, também vai defender a Fábio Loko na GP Light, com a Kawasaki número 9.

A presença de Sampaio no grid da GP 600 não é inédita. Ele disputou em Santa Cruz do Sul a sexta etapa de 2013, conquistando o 11º lugar. A GP 600 terá outros dois gaúchos: Marciano Santin, de Bento Gonçalves, oitavo na classificação final do último campeonato, terá o número 7 na carenagem da Kawasaki ZX-6 da Santin Racing; Sérgio Martins Correa, de Novo Hamburgo, vai pilotar a Honda CBR 600 RR número 13 da Bibica Racing.

Na GP Light, Bertagnolli dividirá a preferência dos torcedores gaúchos com Carlos Barcelos, de Porto Alegre. Ele vai competir com a Suzuki GSX-R 1000 número 65 de seu próprio time. A equipe Carlos Barcelos terá ainda um representante no grid da GPR 250: Djonatas Silva da Rosa, também de Porto Alegre, pilota a Honda CBX 250 número 81 em sua estreia na GPR 250. Aos 28 anos, ele é bicampeão gaúcho da categoria 125cc.

A GPR 250 terá o maior número de competidores gaúchos – serão oito. Três deles vão pilotar motos Honda Twister: os irmãos Marlinton e Guilber Reis, de Alvorada, são parceiros na Kalunga Motos e estão inscritos com os números 117 e 188, enquanto Giovandro Tonini, de Bento Gonçalves, terá o número 89 na moto da Santin Racing. Rafael Portaluppi, outro piloto de Bento Gonçalves, defenderá a Portaluppi Racing Team com a CBX 250 número 48.

A equipe Bibica Racing é outra que confirmou a inscrição de dois pilotos gaúchos na categoria GPR 250 da etapa de Santa Cruz do Sul. Gabriel Mattes, de Novo Hamburgo, correrá com o número 90, enquanto Gustavo Wittmann, de Estância Velha, terá o número 66 – ambos utilizam motos Kawasaki Ninja 250. A programação do GP Petrobras terá seu início na sexta-feira (2), com duas sessões de treinos livres para cada categoria do Moto 1000 GP.

-Imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *