Produção de motocicletas em fevereiro

A produção de motocicletas em fevereiro registrou queda de 5,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado. A informação foi divulgada hoje (09/03) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Na comparação com janeiro deste ano, a queda foi de 17,5%. No acumulado do bimestre, houve leve alta de 1,3%, passando de 147.096, em 2016, para 148.965, em 2017. No mês passado, foram montadas 67.319 unidades ante 81.646 em janeiro de 2017. Em fevereiro de 2016, foram fabricadas 71.137.

As vendas no atacado – para concessionárias – chegaram a 67.922 unidades em fevereiro, correspondendo a um crescimento de 1,2% em comparação a janeiro (67.136 motocicletas). Sobre fevereiro de 2016 (73.048), houve retração de 7%. No acumulado do ano, a comercialização no atacado teve expansão de 2,4%, com 135.058, frente a 131.849 unidades.

No varejo, foram vendidas 60.495 motocicletas no mês passado, o que representa um recuo de 10,5% ante o volume de janeiro (67.596) e de 18,7% em relação a fevereiro de 2016 (74.404). Todavia, em função do feriado prolongado de Carnaval e de ser um mês mais curto, fevereiro teve três dias úteis a menos de comercialização. A média diária de vendas no mês chegou a 3.184 unidades, volume superior (3,6%) ao da média de janeiro (3.073), porém 14,4% menor em relação a fevereiro do ano passado (3.720), que teve um dia a mais de comercialização.

Leia também:
+ Harley-Davidson lança novo modelo Street Rod 750
+ Ducati lança curso para pilotagem off road com descontos para ducatistas
+ Campeonato Brasileiro de Supermoto 2017 abre temporada
+ Ducati abre segunda concessionária em São Paulo
+ Calendário MotoMovimento para festas, encontros e eventos de maio de 2017
+ Teste de longa duração CB Twister. Nova versão com cara mais esportiva
+ Teste de longa duração CB Twister. Veja custos de revisão e manutenção
+ Yamaha Tricity 125 é estável e essencialmente urbana

“O mercado de motocicletas ainda sofre com a falta de confiança do consumidor diante do contexto econômico nacional e a retração na oferta de crédito. De qualquer forma, a entidade mantém diálogo com instituições financeiras públicas a fim de buscar alternativas de financiamentos para estimular as vendas de motocicletas”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Nas operações de exportação, o segmento de motocicletas registrou uma leve evolução de 3,2%, passando das 5.769 unidades de janeiro para 5.593 motos em fevereiro. Na comparação com o mesmo mês de 2016 (5.692), as exportações cresceram 4,6%, devido principalmente à retomada de negócios com a Argentina. Nos primeiros dois meses de 2017 a comercialização para outros países teve um aumento de 29,8%.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *