Produção de motos segue queda

O primeiro semestre deste ano registrou queda de 8,8% na produção de motos no Brasil ante o mesmo período do ano passado, informou hoje (11/07) a Abraciclo. Entre janeiro e junho, foram montadas 423.750 motocicletas. Em 2016 foram 464.732 unidades. A associação dos fabricantes instalados no Polo Industrial da Amazônia (PIM) mantém, entretanto, o otimismo com esperança na melhora das vendas no segundo semestre.

“O segundo semestre tem histórico de recuperação de vendas, apesar da crise política que vivemos”, disse Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. “Os números estão dentro do esperado e os estoques estão mais equilibrados do que no ano passado. Alguns modelos até estão com o estoque baixo”, observou Fermanian. Apesar disso, a produção do primeiro semestre deste ano é a mesma de 2002.

Assim como a produção, as vendas no atacado também registraram retração de 11% na a comercialização entre fábricas e concessionárias. Foram 402.315 unidades nos primeiros seis meses de 2017 e 452.189 no mesmo período do ano passado.

Nos emplacamentos, com bases nos licenciamentos registrados pelo Renavan, as vendas do varejo registraram 427.198 unidades, queda de 9% na comparação entre os primeiros semestre de 2017 e 2016 – que registrou 469.581 comercializações.

Leia também:
+ Harley-Davidson promove, no mês de julho, os modelos Softail Deluxe, Roadster e Fat Boy
+ Rally dos Sertões recebe inscrições até 28 de julho
+ Kawasaki ZX-10RR e Z1000 R Edition. No Brasil em julho
+ BMW F 700 GS versão 2017. Linha Premium por R$ 39.950
+ Teste MotoMovimento: Yamaha XJ6N 2018
+ Harley-Davidson orienta sobre pilotagem segura com ABS
+ BMW S 1000R versão 2017. Mais potente e com design renovado
+ Yamaha Star Venture. Novo modelo lançado nos EUA
+ Concurso cultural Harley-Davidson escolhe piloto para viagem

As exportações tiveram alta de 4,1%, com 32.417 unidades exportadas para fora do país, 1.283 a mais que o primeiro semestre de 2016 que registrou 31.134 motocicletas. 80% das remessas foram feitas para Argentina e Colômbia.

Apesar das quedas acumuladas há meses, a Abraciclo mantém a projeção de estabilidade na produção de vendas em 2017 na comparação com o ano passado. A montagem que foi de 887.653 unidades em 2016 pode chegar a 910 mill este ano, alta de 2,5%. Nas vendas do atacado a queda esperada é de 3,8%, no varejo 1,1% e a exportação, segundo a expectativa da entidade, deve crescer 57,6% em 2017.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *