Raízes do Amazonas

A BMW Motorrad Brasil patrocina uma expedição com sete mil quilômetros iniciada no último dia 18/9. Cinco pilotos, entre eles um brasileiro, vão percorrer o percurso entre a nascente e a foz do Amazonas. Os pilotos utilizarão o modelo BMW F 800 GS.

A expedição “Raízes do Amazonas” partiu do marco da foz do Rio Amazonas na cidade de Curuçá (PA), percorrendo o curso do rio por trechos sem estradas e pontes, em meio a uma floresta densa, até a nascente, aos 5.170m de altitude do Nevado Mismi, localizado na Cordilheira dos Andes, no Peru.

O desafio será inédito. À frente da aventura está o experiente motociclista Marcelo Leite, que já atravessou os cinco continentes sobre duas rodas. Junto ao piloto estão quatro companheiros: Chris Cowper (Austrália), T. Banchet (África do Sul), J.C. Balasse (França) e Guy Mathew (Reino Unido).

Leia também:
+ As primeiras imagens da expedição

O primeiro trecho do percurso, que vai de Curuçá a Manaus, contém trechos alagados, pontes quebradas e muita lama. Em seguida, a partir da capital do Amazonas, os pilotos desafiarão um trecho de 1.500 quilômetros pelo Alto Solimões, sem estradas e permeado por uma densa floresta, até Tabatinga. Depois de atravessar a fronteira com o Peru, subirão as montanhas até chegar à nascente do Rio Amazonas no Nevado Mismi.

Leite

Motociclista com 30 anos de experiência e mais de 700 mil quilômetros rodados, Marcelo Leite, formou-se em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP e foi diretor de grandes empresas. Foi eleito por duas vezes CIO do Ano pela revista Exame (2008 e 2009). Em fevereiro de 2013, concluiu a “Expedição 5 Continentes”. Ao final de 2013, lançou o livro “Estrada Para Os Sonhos” (Editora Gente). Ele também é palestrante e conferencista, e já se apresentou em organizações e empresas no Brasil, Austrália, Cuba e Portugal.

-Imagens: divulgação-

7 comentários em “Raízes do Amazonas

  1. Gostaria de contatar Rudair Mendes. Creio ser amigo dos tempos de Colegial no Assis Chateaubriand. Perdí contato qdo. fui fazer faculdade em outro Estado. Se for realmente quem estou pensando, favor fazer contato.

  2. Eu sempre fico imprecionado com essas aventuras na AMAZÔNIA é um duro teste de resistência e sobreviivência equalidade das MOTOS como os tiveram pela AMAZÔNIA;RENÊ ROUKS;com sua GOOD VING 1000;CAROLINE da CALIFORNIAcom BMW800;ENE FRENCHIcom GUZI acho que 800 tambem e o Brasileiro que atravessou com sua HARLEYdeivison1200 nos anos 74 mais ou menos por onde sera que eles andam nessa época só sabiamos das aventuras através do MOTO JORNAL e DUAS RODAS MOTOCICLISMO hoje tenho 65 anos ainda tenho moto mas não ando mais só fico apreciando as corajosas aventuras que gostaria de ter feito. QUE DEUS proteja esses aventureiros do inicio ao fim da jornada traçando uma nova trilha na floresta

  3. Sou motociclista a 47 anos, sempre usando a moto como veículo em todos sentidos. Muitas viajens realizei e outras tantas ainda realizarei, todas sempre bem sucessidas pois meus sonhos tornaram-se história. Não medi esforços nem formas em vivenciar meus sonhos; portanto creio que os participantes dessa empreitada pensam da mesma forma, logo desejo a vocês SUCESSO!!! VÃO e principalmente VOLTEM com a história de vossas vidas. DEUS os abençoe nessa realização!!!! Abraços.

  4. QUERO DIZER QUE EU GOSTARIA MUITO DE UM DIA PARTICIPAR DE UMA EXPEDIÇÃO PARECIDA COMO ESTA , POIS É LOUVÁVEL AQUELE QUE SE PROPÕE A REALIZAR TAL FAÇANHA ,QUERO DEIXAR MEU ABRAÇO A CADA UM E DESEJAR QUE TENHAM UMA ÓTIMA AVENTURA COM MUITA ALEGRIA E SAÚDE , PARABÉNS AOS AVENTUREIROS ,PARABÉNS A INICIATIVA.

  5. Força aí, aventureiros fora de estrada. Vão passar os melhores momentos de suas vidas. Que estejam bem preparados para sobrevivência na selva, técnicas de pesca e caça, contato com indígenas…E que ganhem MUITO $ da BMW, porque será divulgado em todo o mundo! ACORDA, BRASIL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *