SH 125 Worker

São Paulo (SP) – A Shineray começa a vender, em outubro, no mercado brasileiro, seu novo modelo projetado para trabalhadores de entregas. A SH 125 Worker, com design retrô, tem preço sugerido de R$ 7.290. É a moto mais barata, hoje, no mercado brasileiro, à frente da até então mais em conta Honda Pop 110i, com preço público sugerido a partir de R$ 7.330, sem frete. Também é 30% menos que a CG 160 Start, de R$ 10.520.

Tem motor monocilíndrico de 125 cm³ 4 tempos com duas válvulas e comando OHC, capaz de entregar potência máxima de 7,2 cv a 7.500 rpm e 0.8 kgf.m de torque em 6.000 giros. A moto trabalha somente com gasolina e tem tanque para até 14 litros. Mede 1,89 m de comprimento, 1,04 m de altura, 0,78 m de largura, 1,25m de entre-eixos e peso a seco de 98 kg.

Com estilo Cafe Racer dos anos 1960, tem banco reto, mostradores e farol em estilo retrô com três opções de acabamento: preta fosca com banco preto, preta fosca com banco marrom e prata fosca com banco preto.

Leia também
+ Motos Honda de baixa cilindrada: as mais roubadas ou furtadas em SP
+ Salão Moto Brasil confirmado para maio de 2022
+ Royal Enfield Himalayan 2022 recebe navegador da marca
+ BMW G 310 R, no mercado brasileiro, por R$ 32.900
+ Honda dobra o preço da CBR 1000RR-R Fireblade SP na versão 2022 para o Brasil
+ Honda descarta geração 160cc da PCX para 2022 e reajusta preços, no Brasil

Segundo estudo do instituto Locomotiva Pesquisa & Estratégia, de São Paulo, 11,4 milhões de pessoas entraram no mercado de delivery entre 2020 e 2021 devido às mudanças geradas pela pandemia da Covid-19. Atualmente, segundo o levantamento, 20% da população adulta do Brasil – o equivalente a 32,4 milhões de pessoas – dependem de algum tipo de app de entrega para trabalhar. Em fevereiro de 2020, antes do início da pandemia, esse percentual era de 13%.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *