SuperBike Brasil 2016

O campeonato SuperBike Brasil de 2016 começa dia 10 de abril, no Autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo. Os ingressos para arquibancada são gratuitos. Para área vip e paddock podem ser adquiridos nas bilheterias do Autódromo e também pela internet, por meio do site www.ticketfacil.com.br. O campeonato também teve alterações de equipes entre as diversas categorias.

A principal mudança foi para a SuperSport Pro Amador. Ao menos quatro pilotos passam a integrá-la. Diego Viveros (#231), da equipe Tecfil Racing Team, é o principal destaque. Após levar o título de campeão da Copa Kawasaki Ninja 600 na temporada passada de forma antecipada, o piloto disputou algumas provas na SuperSport, ainda em 2015, e neste ano assume de vez a nova categoria.

Mais dois pilotos deixaram a Ninja 600 e traçaram o mesmo caminho de Viveros. Luis Ferraz (#13), da Tecfil Racing Team – que levou o terceiro lugar em 2015 –, e Raphael Arcari Brito (#96), da Viana Racing – 6º na temporada passada – agora brigam pelas primeiras posições da SuperSport Pro Amador. Outro piloto que passa a integrar a categoria é Lucas Dezeró (#7), da equipe Alemão Pneus. Atual campeão da Copa CBR 500R, Dezeró visa repetir os bons resultados agora com uma moto de 600 cilindradas.

Leia também:
+ Teste: Harley-Davidson softail Breakout
+ Teste: Biz 110i, com injeção eletrônica fica mais eficiente no trânsito da cidade
+ Yamaha traz para o Brasil a MT-03 e o scooter NMAX 160
+ Honda começa a vender no Brasil, em abril, o scooter SH 300i por R$ 23.590
+ Veja o calendário de eventos para motociclistas de dezembro de 2016
+ Teste Indian Chief Classic e Chief Vintage
+ Teste MotoMovimento: Indian Scout é ágil na pista
+ CG 160 Start 2016 em abril por R$ 7.390

Mas a categoria não teve somente perdas. Felipe Diniz “Bolinha” (#121), da equipe MotoSchool Racing Team, trocou a Ninja 300 Light pela versão da Kawasaki com maior motorização. Enquanto isso, Fernando Santos (#234), da Tecfil Racing Team, campeão da Ninja 300 Light agora tenta o título na categoria Pro.

Na SuperBike Pro, a novidade é a participação de Irineu Trudes Jr Juninho (#72), da equipe Viana Racing, que deixou a categoria SuperSport.

E para completar o quadro de mudanças, dois jovens pilotos que fizeram bonito na categoria-escola Honda Junior Cup em 2015 agora disputam da Copa Honda CBR500R Light Junior. Gabriel Favero (#271), da equipe Alemão Pneus, e Rafael Rigueiro (#52) prometem repetir as emocionantes brigas por posições protagonizadas na temporada passada.

-Informações e imagens: divulgação-

Um comentário em “SuperBike Brasil 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *