SuperBike Brasil 2017

Eric Granado #151, da Honda Racing Team, sagrou-se campeão da temporada 2017 do campeonato SuperBike Brasil na categoria Pro. Ele e Alex Barros #4, da Hibridos Club Alex Barros Racing, disputaram intensamente as duas baterias da rodada dupla para decidir quem sairia com o título, no último final de semana, no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

O resultado foi igual em ambas as corridas. Eric ficou em primeiro lugar, Maximiliano Gerardo #71, da JC Racing Team na segunda colocação e Barros em terceiro. Em ambas as baterias, Barros começou liderando a corrida e tentou administrar a vantagem, mas Eric estudou bem os adversários para assumir a ponta algumas voltas depois e abrir vantagem no final.

“Foi uma corrida maravilhosa, na segunda bateria eu consegui fazer uma largada muito melhor do que a primeira corrida. Me mantive por um tempo na segunda colocação e consegui estudar o Alexandre, que estava indo muito rápido e, a partir da hora que eu vi que eu podia ultrapassar, eu assumi a liderança e imprimi um ritmo forte. O pneu tava bem desgastado no final e derrapando bastante, mas segurei e aguentei a pressão dos meus adversários. Eu não poderia terminar o ano melhor, vencendo todas as provas que eu corri no Brasil. Então, estou muito contente.”, afirmou o piloto da Honda Racing Team.

Depois de duas vitórias consecutivas neste domingo (26), Eric somou 239 pontos. Alex encerrou a temporada com 202 e o terceiro colocado, Diego Faustino, companheiro de Granado, finalizou com 145. Wesley Gutierrez #15, da Kawasaki Racing Team ficou com a quarta posição, obtendo 143 pontos e seguido dele, aparece Diego Pierluigi #4, da equipe de Barros, com 131.

O piloto Vitor Reis #25, da Pitico Race Team, conseguiu uma boa recuperação nesta 8ª Etapa do SuperBike Brasil. Iniciando o final de semana em desvantagem na tabela, o piloto conseguiu alcançar o concorrente Rodrigo Dazzi, #146, da Castrol Team. Com uma dobradinha, o #25 derrubou a diferença de pontos e conseguiu conquistar o título brasileiro na temporada 2017 na SuperBike Light.

Largando na pole position, Vitor administrou a vantagem com muita segurança para conquistar o campeonato. Dazzi perseguiu o título até o final, fechando a corrida em segundo lugar. A terceira posição ficou com o #181, Rodrigo de Giovanni, da Motonil Motors. Completaram o pódio Carlos Sakurai #13, da Errera Racing e Victor Villaverde #42, da Cerciari Racing.

Depois de uma ótima temporada na categoria Evolution, o piloto Bruno Corano #34, confirmou o título brasileiro da categoria. Correndo pela Kawasaki Racing Team, ele venceu a disputa com o #177, Marcelo Skaf, da Motom, que venceu a primeira bateria nesta etapa decisiva. Com isso, Bruno consolidou a vantagem sobre o #11, Jean Vieira, da Paulinho SuperBikes, levando o título.

Com o título de campeão brasileiro da categoria SuperSport garantido, Pedro Sampaio #28, não se contentou com a vitória do sábado (25) e também conquistou a primeira posição do grid no domingo, aumentando ainda mais a sua vantagem na tabela. Pedro administrou bem a pole position, abrindo vantagem para o concorrente Lucas Torres #77, da PKM Racing, que terminou a prova na segunda posição. O #53, Leonardo Tamburro, da Qatar Racing, fechou a corrida em terceiro. Com um desempenho espetacular, outro que despontou durante a corrida foi Lucas Dezeró #7, da Alemão Pneus. Ele fechou em quarto lugar enquanto Dudu Costa Neto #117, da Castrol Team, fechou o grupo dos cinco primeiros.

A segunda bateria das categorias SuperBike/SuperSport Escola foi dominada por Agnaldo Schimitz. O #123 da Sulmerj-SC largou muito bem e assumiu a liderança logo nas primeiras voltas, administrando bem a vantagem sobre os adversário. O duelo foi bom com Tiago Crespo #4, da Qatar Racing, que encerrou a prova na segunda posição.

Mas quem soube administrar o resultado foi Rodrigo Tamani. O #66, da Pitico Race Team, esteve consciente do resultado que precisava e, fechando na terceira posição, confirmou o título brasileiro da categoria SuperBike Escola. Completaram o pódio da prova Mauro Malato Lipe #4, da Boi Racing e #9, Mauricio Laranjeira, da Colorado Doctor Racing. A disputa ainda está sob judice.

Na Copa Honda CBR 500R, a vitória ficou com o piloto #20, Diogo Moreira, da Híbridos Alex Barros Racing Team. O piloto chegou na reta final de prova acompanhado por outros três competidores, mas deu uma ótima arrancada, superando o atual bicampeão brasileiro da categoria, Leonardo Tamburro, nos últimos metros da disputa. O #53 da Motoschool Racing chegou na segunda posição. Também estiveram no pódio os pilotos Arthur Costa, #99, da JC Racing, o #43, Ademilson Peixer, companheiro de equipe de Léo e #9, Marciano Santin #9, da SantiRacing.

Leia também:
+ Honda lança mais uma versão, a Sport, do scooter PCX 150 versão 2018
+ Yamaha reformula totalmente a Fazer 250 ABS
+ Ducati apresenta Monster 797 e SuperSport S no Salão Duas Rodas
+ Royal Enfield apresenta sua nova série Redditch no Salão Duas Rodas
+ Mercado de motos apresenta estabilidade em outubro, diz Abraciclo
+ Triumph leva as novas Tiger 800 e T100 Black para o Salão Duas Rodas
+ BMW apresenta a nova G 310 GS no Salão Duas Rodas
+ Honda anuncia X-ADV para o Brasil em 2018
+ Yamaha reformula totalmente a Fazer 250 ABS na versão 2018
+ Yamaha comemora 47 anos de operação no Brasil
+ Teste: Roadster BMW G 310R anda bem?

A corrida da Yamalube R3 Cup contou com muita emoção da primeira até a última volta. A vitória ficou com o piloto #19, Guilherme Brito, da Yamaha Racing, largou na pole position e conseguiu impor um bom ritmo, abrindo vantagem para os concorrentes durante a corrida. O resultado premia uma boa temporada de Brito, que esteve bem durante o ano na Yamalube R3 Cup Stock. O experiente #58, Odair Delefrati, da PSBK/Ventania, chegou na segunda posição geral. O terceiro lugar ficou com o #260, Matheus Barbosa, da Motonil Motors/UsatecBSB.

A disputa na Copa Kawasaki Ninja 300 seguiu o nível de toda a temporada 2017 do SuperBike Brasil. O piloto Matheus Barbosa #260, conseguiu abrir vantagem sobre o #234, Fernando Santos, apenas nos momentos finais. Os pegas entre os dois foram sensacionais durante toda a prova, mas na penúltima volta o piloto da Motonil Motors/UsatecBSB conseguiu vantagem sobre o concorrente da TecFil Racing.

O segundo pelotão também não ficou para trás, apresentando trocas constantes de posição até o último momento. O terceiro colocado da categoria Pro foi Rafael Rosa, da Vipal Pneus/Arthur Racing, que teve um grande duelo contra o #199, Kioman Muñoz, também da Motonil. O #92, Willians Sales Piui, da Piui Motosport, fechou o grupo dos cinco mais bem colocados.

Na última prova da Honda Junior Cup, categoria voltada para crianças e adolescentes, venceu a estratégia de Caique Lanna Menezes. Mesmo com a pista molhada, o #93 soube administrar bem a corrida, mantendo-se entre os primeiros colocados. Na reta final, o piloto arrancou firme para conquistar a sua primeira e única vitória na temporada 2017.

Rubens Mesquita Barros #11 fechou em segundo, enquanto João Arratia #26 fechou em terceiro. Completaram o pódio João Vitor Carneiro #13 (que havia largado na pole position) e o #77, Theo Manna, que também conseguiu presença no pódio em Curitiba-PR na 6ª Etapa.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *