Teste: Honda NXR 160 Bros 2018

A Honda equipou a NXR 160 Bros 2018 com CBS (Combined Brake System). O sistema aciona os freios dianteiro e traseiro simultaneamente no uso somente do pedal de freio traseiro. O novo modelo começa a ser vendido na rede de concessionárias da marca em outubro nas cores laranja, vermelho e azul, com preço público sugerido de R$ 11.990, base no estado de São Paulo, não inclusas as despesas com frete e seguro, com garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

A versão ESDD 2018 continua equipada com freios a discos em ambas as rodas. O sistema CBS foi configurado para que, ao acionar o freio traseiro, aproximadamente 30% da capacidade de frenagem dianteira seja acionada simultaneamente, limitando o mergulho da motocicleta no momento da frenagem, favorecendo a redução de espaço de parada e mantendo a estabilidade. Isso ajuda a evitar quedas em frenagens de emergência.

Os destaques da montadora para os freios foram percebidos em teste de MotoMovimento do modelo, em um evento para a imprensa especializada no Haras Tuiuti, no interior de São Paulo. Na frenagem total, utilizando somente o pedal traseiro, a frente baixa, mas não afunda totalmente e a roda traseira trava, mas mesmo derrapando, não sai da linha, na terra e no asfalto. O CBS também reduziu em cerca de 16m metros a diferença da distância de frenagens entre o modelo com e sem o combinado, de 60 km/h para 0 km/h.

A NXR 160 Bros é equipada com o motor monocilindro FlexOne (etanol/gasolina) arrefecido a ar de 4 tempos, alimentado pelo sistema de injeção PGM-FI (Programmed Fuel Injection). O comando único de válvula no cabeçote (OHC – Over Head Camshaft) atua em balancins roletados. Com capacidade de 162,7 cm3 é capaz de gerar 14,7 cv (etanol) e 14,5 cv (gasolina) a 8.500 rpm. O torque máximo é de 1,60 kgf.m (etanol) e 1,46 kgf.m (gasolina) a 5.500 rpm. O câmbio de cinco velocidades e o tanque de combustível tem capacidade para até 12 litros.

Montado em chassi de berço semiduplo de aço, tem suspensão dianteira telescópica e suspensão traseira monoamortecida que oferecem curso de 180 mm e 150 mm, respectivamente. “A opção técnica pelo chassi de berço semiduplo, em oposição ao mais comum chassi tipo diamond, favorece a NXR 160 Bros, dando-lhe a rigidez necessária para exaltar a boa dirigibilidade e resistência que se espera de uma motocicleta efetivamente projetada para uso on/off”, diz a montadora.

Leia também:
+ Teste: Feita para a cidade, Honda SH 150i encara rodovias
+ Mercado no Brasil. Produção cai 13,5% em agosto
+ Ducati XDiavel Dark. No Brasil, por R$ 79.900
+ Kit customização Roadster com filtro de ar Screamin’ Eagle
+ Honda PCX 150 linha 2018 com nova cor azul escuro
+ Recall Honda para CRF450R
+ Teste: Harley-Davidson Ultra Limited é extrema em conforto nas viagens
+ Indian homenageia Burt Munro no Bonneville Speed Week
+ Linha Honda CG 160 2018 recebe freio CBS e suspensão dianteira SFF (Separated Function Fork)

A versão 2018 estreia o conjunto de instrumentos “blackout” digital, onde o fundo escurecido permite um maior contraste das informações melhorando a visibilidade e facilidade na leitura. É dotado de velocímetro em LED, hodômetro total e parcial, indicador do nível de combustível e luzes-alerta.

O motor recebeu nesta versão que equipa a NXR 160 Bros 2018 um novo sensor de O2, cuja maior sensibilidade e capacidade na leitura dos gases, de acordo com a montadora, permitiu um funcionamento mais eficiente e com baixos índices de emissão de poluentes, em plena conformidade com o Promot 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares).

A nova Bros atende a resolução número 509 de 2014 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que determina que todas as motos tenham sistema de freios mais seguros. CBS para modelos até 300cc e ABS para maiores. O cronograma exige implantação dos dois sistemas em 10% das motos fabricadas deste ano até 100% dos modelos com ABS ou CBS, em 2019.

-imagens: Caio Mattos/Honda/MotoMovimento-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *