VFR1200X e CBR250R

A Honda do Brasil anunciou o encerramento da comercialização dos modelos importados VFR1200X e CBR250R. De acordo com a montadora, as duas motos não atendem às exigências da fase 2016 do programa de controle de poluição brasileiro (Promot 4) que entra em vigor em janeiro do ano que vem.

Nos EUA e Europa, a montadora acaba de anunciar renovações na linha X, que contém a VFR1200X (Veja abaixo em “Leia também” na chamada “Honda renova linha X”).

Leia também:
+ Honda renova linha X
+ Balanço Salão Duas Rodas: 268.794 mil visitantes
+ Matthieu Lussiana conquista bicampeonato no GP 1000
+ Kawasaki apresenta linha 125 cc no mercado norte-americano

Atendimento ao consumidor

A Honda informou, por meio da assessoria de imprensa, que vai manter os serviços oferecidos para as motos que saíram de linha. “O consumidor pode ficar tranquilo e respaldado que toda rede de concessionários Honda esta apta e capacitada a receber e dar manutenção a qualquer modelo da marca já comercializado no Brasil. Não existe um prazo mínimo ou máximo. Tivemos casos recentes e não tão recentes em modelos como CB 1300SF, XL 1000V Transalp, que mesmo não sendo mais comercializados, ainda são recorrentes de atendimentos e se preciso manutenção”.

De acordo com a Honda, os demais modelos importados ainda vendidos no Brasil também não estão adequados à normas Promot 4 que entram em vigor em 2016. “Os modelos importados seguem padrões da Europa, em sua maioria e que por consequência, atendem ao Promot. Como o Brasil é pioneiro na implantação dos níveis exigidos nesta nova fase do Promot 4, antes mesmo do EURO, nenhum modelo importado da marca atende as exigências da nova fase. Hoje, existe uma negociação (Via ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) para postergar a exigência até pelo menos Março de 2016, para assim, estudar adequações e manter os produtos em comercialização. VFRX e CBR250R já estavam com poucas unidades em comercialização no Brasil e somado ao fato de terem uma atualização recente dos mesmos produtos no Exterior, o fato do Promot apenas antecipou a saída dos modelos do mercado, fator este não condizente com CTX 700N, CBR 600RR, CBR 1000RR e GL 1800 Goldwing que permanecem no line-up da marca”, explicou a montadora.

-Imagens: divulgação-

5 comentários em “VFR1200X e CBR250R

  1. Aqui no Brasil, é um caso cômico. Desrespeito ao consumidor em várias esferas, entre elas o querer lucrar absurdamente muito sobre poucas vendas de um produto caro, cheio de maquiagem, e de motor fraco. Aquele que dedicou tempo e $, se vê com um produto desvalorizado por causa da sua retirada de linha, causando transtornos e frustração. Aconselho focar em vendas de preço justo (sem blá blá bla´de impostos), sendo que muitas nas ruas, traduzem em venda de peças. Meus pêsames…

  2. O PROBLEMA CHAMA-SE MODERNIDADE, ENQUANTO TODAS AS MARCAS ESTÃO LANÇANDO MOTORES DE 300 CC COM DOIS CILINDROS E UMA CAVALARIA BEM MAIOR, A HONDA QUE NÃO RESPEITA O CONSUMIDOR BRASILEIRO, RELANÇA A CB 250 TWISTER, E SABE QUE É O CULPADO DE TUDO ISSO? NÓS BRASILEIROS QUE ACEITAMOS TUDO……………….PAULO TOMÁZ-RIO GRANDE-RS

  3. A CBR 250 R é muito linda, o detalhe é o preço que foi colocada no mercado, muito alto, assim o valor chega muito perto de outras de potência maior ficando mais vantajoso para o comprador, acredito que a Honda deveria fazer uma pesquisa de mercado mais rígida antes de lançar um modelo aqui no Brasil.

  4. …na minha opinião a verdadeira razão é o preço abusivo cobrado pela senhora Honda no Brasil que aliás também pratica a política de preços “se colar colou”. As vendas foram pífias desses modelos e êles vem com essa conversa mole que não atende as normas anti-poluição, ahahaha…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *