Yamaha FZ25

A Yamaha lançou, na Índia, sua nova naked de média cilindrada, a Yamaha FZ25. O novo modelo pode substituir a Fazer 250 no Brasil. A motorização é a mesma com o motor de 1 cilindro refrigerado a ar e óleo. As diferenças no rendimento são muito pequenas. A nova indiana oferece potência máxima de 20,9 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 2,4 kgf.m a 6.000 rpm enquanto o atual modelo nacional, também de 249cc, rende 20,7 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 2,9 kgf.m a 6.500 rpm para um peso seco das duas de 148 kg.

Leia também:
+ Ducati abre pré-lançamento da 1299 Superleggera por R$ 550 mil
+ Calendário MotoMovimento para festas, encontros e eventos de março de 2017
+ Teste de longa duração: CB Twister 2017
+ Teste: Honda CB Twister surpreende no uso urbano
+ Honda XRE 300 2017 tem novas cores e grafismos
+ Triumph Street Triple vai de 675 para 765cc
+ Polaris anuncia encerramento das atividades da Victory
+ Dafra oferece seguro total grátis para scooter Citycom S 300i neste mês de janeiro

Com um tanque de 14 litros, a FZ25 pode ter consumo de até 43 km/l, diz a Yamaha. O gasto de combustível ficou mais eficiente, de acordo cm a marca, com a utilização da tecnologia Blue Core. Na Índia, as cores oferecidas são preto brilhante com preto fosco, azul metálico com preto brilhante e branco com preto fosco.

Logística no Brasil

No Brasil, a Yamaha implantou uma nova empresa: a Yamalog – Yamaha Motor do Brasil Logística Ltda, com sede em Manaus (AM) e filiais na região Sudeste. A Yamaha terceiriza o seu serviço logístico desde a fábrica até a concessionária. Após o produto finalizado na linha de montagem, começam as atividades de logística, primeiramente com a inspeção de produto, carregamento, transporte das motocicletas e produtos náuticos até o armazém de estoque.

Neste Centro de Distribuição de produtos acabados acontece toda a gestão de estoque e organização logística de expedição para os mais variados destinos. Na etapa seguinte da operação, os produtos são levados ao porto de Manaus, de onde, via balsa, são encaminhados ao porto de Belém, para serem escoados via transporte rodoviário para todo o Brasil.

Segundo a empresa, “é uma operação cotidiana, complexa e que exige empresas comprometidas em oferecer o melhor resultado, pois um atraso qualquer nesse trajeto implica diretamente no descumprimento dos prazos de entrega assumidos com os consumidores finais”. A expectativa é que a Yamalog esteja preparada para assumir novos negócios a partir do terceiro trimestre de 2017.

-Informações e imagens: divulgação-

3 comentários em “Yamaha FZ25

  1. A YAMAHA SEMPRE NA FRENTE PARABENS PELO RESPEITO E PREOCUPAÇÃO COM O CLIENTE FINAL.OS PRODUTOS YAMAHA SÃO SEMPRE DE PRIMEIRA QUALIDADE,PENA QUE ALGUMAS CONCESSIONÁRIAS AS VEZES NÃO ESSE DEVIDO RESPEITO E HONRADES COM O SEU CLIENTE VIP. YAMAHA PARABENS-PAULO TOMÁZ – RIO GRANDE-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *