37ª edição do Rally Dakar

Na 37ª edição, o Rally Dakar 2015 reunirá 665 competidores de 53 nacionalidades, em quatro categorias. Serão 414 veículos, sendo 164 motos, 48 quadriciclos, 138 carros e 64 caminhões. A largada será no próximo dia 4 (domingo), em Buenos Aires, na Argentina. Nas motos, Jean Azevedo é um dos cinco representantes do Brasil na competição.

O mais experiente dos brasileiros, Azevedo já está na Argentina para representar o país na categoria motos da principal competição off-road do planeta. Será a 17ª participação do paulista de 40 anos, natural de São José dos Campos. A movimentação das equipes para as verificações técnicas e administrativas começou na quinta-feira (1º), em Buenos Aires, local da largada e chegada da prova que vai até 17 de janeiro e passará também pela Bolívia e Chile.

Exigente, bastante focado e dono de um currículo invejável nas motocicletas, Jean ficou em quinto lugar na classificação geral das motos do Dakar em 2003, quando a prova ainda era realizada na África, e duas vezes em sétimo, em 2005 e 2011. Também venceu duas etapas, uma em 2005 e outra em 2007.

Para o Dakar 2015, Jean integra a Honda South America Rally Team, equipe formada por competidores do Brasil, Argentina e Chile. O piloto prevê uma prova bem difícil, com dias longos e intensos. “Participar de um rali é um teste diário de superação. Mesmo no Dacar há quase 20 anos, vejo em cada edição um desafio repleto de novidades. Desta vez, é o novo time. Estarei ao lado de mais quatro pilotos experientes. Acredito que podemos trazer um bom resultado, quem sabe um Top 10”, diz o brasileiro, companheiro de equipe do chileno Daniel Gouet e dos argentinos Javier Pizzolito, Pablo Rodriguez e Demián Guiral.

Para a sétima edição do Dakar na América do Sul, os competidores enfrentarão 13 etapas, com 9.295 km de percurso total para motos e quadriciclos, sendo 4.752 km de trechos cronometrados. Destaque para as temidas etapas maratonas, quando os pilotos não podem ter apoio mecânico das equipes e a parte da Bolívia, com Salar de Uyuni, o deserto de sal. “Fizemos os últimos ajustes e acertos na moto agora no final de dezembro. Trabalhei bem entrosado com o engenheiro da Team HRC [equipe de fábrica da Honda] para prepararmos da melhor forma o equipamento”, conta Jean, que utilizará a CRF 450 Rally, moto desenvolvida especificamente para competições de alto nível como o Dakar.

Além de Jean Azevedo, o Brasil conta com a participação nos carros da dupla Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, da Equipe Mitsubishi Petrobras, e do estreante Du Sachs, como navegador do português Ricardo Leal. Também novato, André Suguita encara a prova nos quadriciclos.

KTM

Campeã nas últimas 13 edições, a KTM já está preparada para mais um Rally Dakar que começa neste próximo domingo (4) na Argentina, passando ainda por Chile e Bolívia. A equipe Red Bull KTM Factory será mais uma vez comandada pelo campeão mundial, o espanhol Marc Coma, que correrá ao lado do compatriota Jordi Viladoms, do britânico Sam Sunderland e do português Ruben Faria. Todos percorrerão os mais de 9 mil km com a KTM 450 Rally Factory em busca de mais uma importante conquista que se somará aos mais de 250 títulos mundiais da KTM.

-Imagens e informações: Ricardo Ribeiro/divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *