Brasileiro de Motocross

São Paulo (SP) – O piloto Hector Assunção, da Honda Racing venceu, neste final de semana, em Morrinhos (GO), as categorias MX1 e a Elite MX – que reúne os dez pilotos mais velozes da MX1 e MX2 e os dois mais rápidos da MX3, no Campeonato Brasileiro de Motocross. Com a etapa de abertura da competição, em Alfenas (MG), cancelada devido às chuvas, os pilotos marcaram neste fim de semana os primeiros pontos do ano.

Assunção faturou a corrida da Elite MX, que também é válida para o campeonato da MX1. Na corrida exclusiva para as motos de 450 cilindradas, o paulista foi o segundo colocado. Desta forma, com a soma dos resultados, ele garantiu o lugar mais alto do pódio em ambas as categorias.

“Na primeira bateria saí meio tenso, mas na segunda corrida consegui fazer novamente o holeshot e imprimi um ritmo muito forte. Abri vantagem e administrei até o final”, afirma o piloto. “A responsabilidade é grande para manter essa liderança e vou continuar trabalhando forte”, completa.

Segundo colocado na corrida da Elite MX e terceiro na MX1, Jetro Salazar ressalta o bom resultado da equipe apesar das dificuldades. “Fizemos uma dobradinha no final e isso é o que realmente importa. Cometi dois erros, escorreguei e perdi tempo na prova da MX1, mas na Elite MX larguei melhor. Só que o Hector colocou um ritmo muito forte e não deu para alcançá-lo”, diz o equatoriano. Salazar é o atual campeão brasileiro da Elite MX.

Pela categoria MX2, bom início de corrida para Lucas Dunka e Leonardo Souza. Os catarinenses encerraram a primeira batalha do dia na terceira e na quarta colocações. “A etapa de Morrinhos serviu de boa base para o restante do campeonato. Tive um pouco de dores musculares e preciso trabalhar isso para evoluir para as próximas”, afirma Dunka.

Leia também:
+ Honda Gold Wing 2019 parte de R$ 136.550
+ Teste: Yamaha XTZ 250 Lander ABS. Confortável e ágil no meio urbano
+ KTM inaugura museu próprio na Áustria
+ Husqvarna linha 2019 com 6 modelos de R$ R$ 64 a R$ 75 mil
+ BMW chama recall para C 600 Sport e C 650 GT
+ Automec, feira de reposição de peças, tem lançamento de lâmpada LED para motos pequenas
+ Abraciclo vê mercado 2019 em alta, mas no mesmo patamar de 2004
+ Teste: Harley-Davidson Street Glide Special 2019
+ Estudo mostra intensidade de furtos e roubos de moto em SP

Após a Elite MX, que também conta pontos na categoria para motos 250cc, Souza foi ao pódio em terceiro e Dunka, em quarto. “O peso da etapa de abertura ficou para trás. Agora temos pouco tempo para trabalhar para as corridas seguintes, mas tenho certeza de que serão duas semanas muito produtivas”, evidencia Souza.

Piloto da casa, o goiano Matheus Klysman finalizou a etapa com a sexta colocação na soma dos pontos da MX2. O destaque da equipe satélite Circuit Honda foi Rafael Araújo, o Bubinha, que subiu no pódio na quinta colocação na corrida exclusiva da MX2 Júnior. O Campeonato Brasileiro Brasileiro de Motocross terá sequência nos dias 1 e 2 de junho, em Três Lagoas (MS).

Resultados

MX Elite
1 – Hector Assunção #30
2 – Jetro Salazar #20
3 – Carlos Campano #1
4 – Jean Ramos #10
5 – Fábio Santos #1

MX1 (soma dos resultados)
1 – Hector Assunção #30
2 – Carlos Campano #1
3 – Jetro Salazar #20
4 – Jean Ramos #10
5 – Paulo Alberto #211

Bateria MX1
1 – Carlos Campano #1
2 – Hector Assunção #30
3 – Jetro Salazar #20
4 – Paulo Alberto #211
5 – Jean Ramos #10

MX2 (soma dos resultados)
1 – Fábio Santos #1
2 – Frederico Spagnol #61
3 – Leonardo Souza #45
4 – Lucas Dunka #34
5 – Leonardo Cassarotti #25

Bateria MX2
1 – Frederico Spagnol #61
2 – Fábio Santos #1
3 – Lucas Dunka #34
4 – Leonardo Souza #45
5 – Marcelo Leodorico #44

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *