Copa Brasil de Motocross

Jean Ramos garantiu para a Yamaha a vitória na MX1 (450cc) durante a estreia da Copa Brasil de Motocross. Hector Assunção fez o dever de casa e deu à Honda a conquista na MX2 (250cc) na etapa que foi disputada neste domingo, 16 de agosto, no Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), em Indaiatuba, São Paulo.

O público de aproximadamente 15 mil pessoas que passou pelo complexo pôde assistir às corridas, válidas também pela terceira etapa do Brasileiro de Motocross, e conhecer novidades do mercado off-road no Business Center, além de aproveitar a gastronomia dos food trucks instalados no local.

A segunda etapa da Copa Brasil de Motocross será realizada em São José, na Grande Florianópolis, Santa Catarina. O evento será realizado em 18 de outubro, válido pela quinta etapa do Brasileiro de Motocross.

MX1

Jean Ramos (Yamaha Grupo Geração) largou na frente na primeira bateria da MX1, garantiu o holeshot e abriu vantagem volta a volta. O duelo na bateria ficou no grupo que se formou com Antonio Balbi Junior (Pro Tork 2B Kawasaki), Paulo Alberto (Equipe Honda Mobil) e Carlos Campano (Yamaha Grupo Geração) na briga pelo segundo lugar. Paulo Alberto levou a melhor, terminando na segunda colocação, Balbi e Campano cruzaram a linha de chegada na sequência, respectivamente em terceiro e quarto, e Wellington Garcia (Equipe Honda Mobil) terminou no quinto lugar.

Na segunda bateria foi Carlos Campano quem largou na frente e, acompanhado por Jean Ramos, ditou o ritmo da prova. Balbi e Adam Chatfield (IMS Racing) formaram o segundo pelotão e permaneceram em terceiro e quarto lugares até o fim. Paulo Alberto e Jetro Salazar (Escuderia X) cruzaram a linha de chagada em seguida, com a quinta e sexta colocação.

Na soma das baterias, Jean Ramos venceu a etapa e assumiu a liderança da Copa Brasil na MX1, com 47 pontos. Ele é seguido por Carlos Campano, quatro pontos a menos, e Balbi Junior, na terceira colocação, com 40 pontos.

“Estou vivendo a minha melhor fase na temporada. Tenho feito boas largadas, estou bem fisicamente e minha concentração durante a corrida melhorou muito. Estou muito focado no Brasileiro, campeonato em que busco a liderança, e vou com tudo na Copa Brasil de Motocross”, disse Jean Ramos

“Tive uma primeira bateria difícil, fiquei muito tempo atrás do Balbi e do Paulo Alberto sem possibilidade de ultrapassar. Mas, consegui largar bem na segunda bateria e, pouco a pouco, abri vantagem para vencer”, afirmou Carlos Campano.

“Estou em minha 18ª temporada e meu início de ano foi muito difícil, com uma lesão grande na cervical. Agora, me sinto bem fisicamente para brigar e meu objetivo é vencer uma prova até o fim do ano”, completou Antonio Balbi Junior.

MX2

Hector Assunção (Equipe Honda Mobil) foi imbatível na etapa de estreia da Copa Brasil de Motocross. O piloto paulista venceu as duas baterias e somou 50 pontos na classificação. Na primeira bateria, Gustavo Pessoa (Equipe Honda Mobil) largou na frente, com Fabio “Moranguinho” Santos (Yamaha Grupo Geração) na segunda colocação e Hector em terceiro. Hector foi subindo posições volta a volta até cruzar a linha de chegada em primeiro.

A segunda bateria teve início com Leonardo Souza (Escuderia X) fazendo o holeshot, mas seguido de perto por Hector Assunção, que assumiu a liderança antes de fechar a primeira volta. O líder abriu vantagem e administrou o ritmo até o fim da bateria. João Ribeiro (Yamaha Grupo Geração) terminou em segundo, seguido por Dudu Lima (EMG Kawasaki), Fábio Santos e Anderson Amaral (Rota do Mar MCR), na terceira, quarta e quinta colocações, respectivamente.

A soma das baterias teve Hector Assunção em primeiro, Fabio Santos na segunda colocação e João Ribeiro em terceiro. Dudu Lima e Caio Lopes completaram o pódio, respectivamente, em quarto e quinto lugares.

Hector Assunção: “Eu e meus companheiros de equipe trabalhamos duros nas últimas semanas porque tínhamos a responsabilidade de vencer na casa da Honda. Vou continuar trabalhando duro e focado, pois, no fim, é a única forma de conquistar o título da temporada”.

Intermediária

A bateria dos pilotos amadores encerrou as atividades em Indaiatuba. O grande duelo da categoria que teve o maior número de inscritos foi entre Rodrigo Marçal e Mateus Kunz. Eles travaram uma disputa forte até a última volta, até que se chocaram na curva da largada. Kunz caiu, e Marçal levou a melhor vencendo a bateria. Ele foi seguido por Marcos Moraes, em segundo, e Mateus Kunz ainda terminou na terceira posição.

MX3

Os pilotos desistiram de correr após a volta de apresentação. Eles reclamaram que a pista estava muito molhada em alguns pontos e isto colocaria em risco a segurança da prova. A organização do evento, entretanto, entendeu que o circuito tinha condição de receber a bateria dentro dos padrões de segurança exigidos e decidiu por cancelar esta corrida, deixando os pilotos sem pontuação.

Resultados

MX1 – soma das baterias
1. Jean Ramos (1-2) 47 pontos
2. Carlos Campano (4-1) 43 pontos
3. Antonio Balbi Junior (3-3) 40 pontos
4. Paulo Alberto (2-5) 38 pontos
5. Jetro Salazar (6-6) 30 pontos

MX2 – soma das baterias
1. Hector Assunção (1-1) 50 pontos
2. Fabio Santos (2-4) 40 pontos
3. João Ribeiro (7-2) 36 pontos
4. Eduardo Lima (5-3) 36 pontos
5. Caio Lopes (6-7) 29 pontos

MX3
Cancelada

Intermediária
1. Rodrigo Marçal
2. Marcos Moraes
3. Mateus Kunz
4. Daniel Mendes
5. Jacson Keil

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *