Ducati Panigale V4 s 2020

São Paulo (SP) – A Ducati lançou, em apresentação virtual, a versão 2020 da superesportiva Panigale V4S, com preço público sugerido de R$ 129.990. O modelo foi lançado no Brasil em agosto de 2019. A nova versão, segundo a empresa, traz diversos aperfeiçoamentos dedicados a performance para uma motocicleta com 1.103 cm3, 214 cv e relação potência/peso de 1,1 cv /kg. A versão standard, mais barata, não será vendida no Brasil.

O novo pacote aerodinâmico inclui para-brisas, carenagem frontal e laterais maiores, extratores laterais de ar vindo do radiador mais eficientes e apêndices (asas) aerodinâmicos. Segundo a montadora italiana, trabalhando em conjunto com o desenho das carenagens, estes apêndices aumentam a carga aerodinâmica geral (+30 kg a 270 km/h). Esta maior carga reduz a deriva da roda dianteira a alta velocidade e a tendência para esta levantar, ao mesmo tempo que aumenta a estabilidade em travagem, na entrada em curva e durante a trajetória.

A versão S, comercializada no Brasil, vem com controle eletrônico baseado em eventos da Öhlins; isso usa o sistema Öhlins Smart EC (controle eletrônico) de segunda geração que explora todo o potencial do IMU 6D. O motor Desmosedici Stradale é um V4 de 90° com uma distribuição Desmodromic como o Desmosedici GP, do qual também leva o valor de 81 mm (o máximo permitido pelo regulamento técnico da MotoGP).

Isso foi associado a uma corrida mais longa (que leva a um deslocamento total de 1.103 cm3) para aumentar o torque em velocidades baixas e médias do motor e reduzir a velocidade máxima para tornar a entrega mais gerenciável. O novo motor Ducati tem uma potência de 214 cv, a 13.000 rpm, o que torna a Panigale V4 S a moto com melhor desempenho no segmento, mas ainda assim agradável na estrada graças a um binário de 12,6 kgm a 10.000 rpm.

A Panigale V4S está agora equipada com conteúdo originário da V4 R. O conjunto aerodinâmico, por exemplo, proporciona uma proteção aerodinâmica acrescida e melhora a estabilidade geral do veículo, reforçando a confiança. O quadro Front Frame, por seu lado, altera a rigidez para oferecer um melhor “feeling” da dianteira em ângulos de inclinação extremos.

Além disto, a moto inclui as novas estratégias do DTC e DQS up/down EVO 2. Graças à nova estratégia de “previsão”, o Ducati Traction Control (DTC) EVO 2 melhora significativamente o controle da potência na saída da curva; o Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2, por seu lado, reduz o tempo nas passagens de caixa para cima, permitindo que estas sejam mais desportivas em altos regimes (mais de 10.000 rpm) e aumentando a estabilidade das trocas de caixa em acelerações agressivas e em curva.

Leia também:
+ Modelo BMW GS completa 40 anos
+ MotoGP define calendário 2020
+ Lançamento Honda CB 650R e CBR 650R 2020
+ Kawasaki lança a Z900 versão 2021
+ Arte Sobre Tanques. Ação social Harley-Davidson
+ Salão de Milão é adiado para 2021
+ Recall Kawasaki para Ninja ZX-10R e Ninja ZX-10R SE modelos 2020

A versão S conta com comando eletrônico Öhlins, utilizando a segunda geração do sistema Öhlins Smart EC (Electronic Control) que além de explorar ao máximo todo o potencial da plataforma inercial conta com uma nova e mais intuitiva interface OBTi (Objective Based Tuning Interface). Os Riding Modes proporcionam aos utilizadores três diferentes estilos de condução pré-programados: Race, Sport e Street. O DLT GPS registra e grava automaticamente os tempos por volta e exibe-os diretamente no painel a cada vez que a moto passa na linha de meta, cujas coordenadas são previamente inseridas. O DLT está disponível como acessório plug-and-play da Ducati Performance.

Principais atualizações

• Pacote Aerodinâmico (Aero Pack)
• Banco do piloto com logotipo V4
• Manoplas de estilo racing (proveniente do MotoGP)
• Ducati Traction Control EVO 2 (2ª geração)
• Ducati Quick Shift para cima / baixo EVO 2 (2ª geração)
• Quadro frontal com especificações da Ducati Corse
• Maior centro de gravidade
• Suspensão com menor rigidez da mola e mais pré-carga
• Mapeamento Ride by Wire
• Estratégia de correlação APS / TPS revisada
• Nova estratégia de controle para torque entregue

Principais características

• Motor: Desmosedici Stradale V4, 1.103 cc
• Potência: 214 cv (157,5 kW) @ 13.000 rpm
• Torque: 124 Nm (91,5 lb-ft) a 10.000 rpm
• Armação: Liga de alumínio “Armação frontal”
• Peso seco: 174 kg (384 lb)
• Altura do assento: 835 mm (32,9 pol.)
• Capacidade do tanque de combustível: 16 l (4.23 US Gal)
• Padrão: Euro 4 (Somente para países onde a norma Euro 4 se aplica)

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *