Edição limitada Bimota Tesi H2

São Paulo (SP) – A edição limitada a 250 unidades Bimota Tesi H2 entrou em produção, na Itália, começa a ser entregue no mês que vem para o europeu que pagou 64 mil euros por uma unidade. Mais que um modelo de alto luxo, a moto é a união da ciclística italiana com a potência do motor sobrealimentado da Kawasaki, que comprou 49% da Bimota em setembro de 2017. A Tesi H2 é, ainda, o renascimento da cultuada Bimota criada no início dos anos 70 pelo engenheiro e projetista italiano de motocicletas Massimo Tamburini (1943-2014) e encerrada por falência em 2017.

“Finalmente meu sonho se realiza, a tese de filosofia inovadora da Bimota foi incrivelmente melhorada com a alta qualidade da Kawasaki. O desempenho e a lendária qualidade dos motores Kawasaki, juntamente com a capacidade de usar todos os controles eletrônicos fornecidos pela Kawasaki completam o projeto Tesi H2, que tem como característica essencial ter um chassi centralizado composto por peças de liga de alumínio completas que se desenvolvem ao redor do motor e, assim, ajudam a centralizar as massas em torno do mesmo motor de 4 cilindros sobrecarregado da Ninja que libera uma incrível quantidade de energia”, diz Pierluigi Marconi, designer da Tesi H2.

Leia também:
+ BMW lançará a R 1250 RT no Brasil no final do ano
+ Honda abre pré-venda da linha CRF 2021 no Brasil
+ Ducati Multistrada 950S. No Brasil por R$ 94.990
+ Elétrica Voltz Motors abre loja em SP
+ Produção da indústria brasileira de motocicletas em agosto 2020
+ BMW tem 9 patentes para elétricas
+ KTM abre venda direta de acessórios originais da linha Off Road SX e EXC
+ Abraciclo apresenta números do setor dos últimos anos
+ BMW traz para o Brasil a S 1000 RR com pacote M

Peças de alumínio usinado instalada de cada lado do motor suportam a estrutura frontal. A carenagem é de fibra de carbono. Tem peso seco de 207 kg, 30 kg a menos que a Kawasaki Ninja H2. No motor, quatro cilindros em linha e 998 cm³ de cilindrada, que entregam 234 cv de potência máxima a 11.500 giros e torque máximo de 14,37 kgf.m a 11 mil rotações por minuto. Na suspensão, amortecedores top de linha da Öhlins e sistema de freios Brembo Stylema com discos de 330 mm.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *