Emplacamento janeiro 2021

São Paulo (SP) – O emplacamento de motos zero em janeiro de 2021 somou 85.839 unidades, baixa de 6,38% ante janeiro 2020, com 91.691 unidades. Houve, também, queda de 13,14% sobre dezembro passado (98.829 unidades), segundo análise da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

O mês de janeiro, segundo a Federação, foi impactado pela paralisação da produção de unidades fabris, localizadas em Manaus (AM), por cerca de 10 dias, além da falta de peças e componentes, que já se estende pelos últimos meses, causando um desabastecimento de oferta.

O estoque de motos, nas concessionárias, diz a Federação, “tem estado extremamente baixo e, para alguns modelos, a espera chega a até 60 dias. A demanda segue aquecida, fomentada pela consolidação da motocicleta como veículo de transporte pessoal e de carga, dado o incremento das vendas do e-commerce, além da boa oferta de crédito pelas instituições financeiras, que estão aprovando 45% das propostas apresentadas.”

Leia mais
+ Produção de motos cai 13,2% em 2020, diz Abraciclo

Leia também
+ Como em 2019, BMW não participará do Salão Duas Rodas 2021
+ Harley-Davidson linha 2021 com Street Bob e Fat Boy 114
+ Promoção Harley-Davidson 2021
+ Royal Enfield: vendas em alta e novas concessionárias em 2021
+ Kawasaki anuncia recall para os modelos Ninja 400 e Z400
+ Yamaha Super Ténéré 1200 DX deixa de ser produzida no Brasil
+ Concessionária ABA deixa a representação da Harley-Davidson

Os emplacamentos de veículos novos, considerando todos os segmentos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) somaram 274.093 unidades, o que representa baixa de 8,16% na comparação com janeiro do ano passado (298.459 unidades). Na comparação com dezembro de 2020 (363.142 unidades), o resultado também foi de retração ainda maior, de 24,52%.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *