Kawasaki apresenta protótipo de moto híbrida e uso de hidrogênio

São Paulo (SP) – A Kawasaki apresentou, no Japão, seu protótipo de moto híbrida com funcionamento elétrico para ambientes urbanos e a combustível preferencialmente para estradas. Também mostrou uma versão da H2 de quatro cilindros supercharged equipada com injeção direta de combustível, apontando para uma nova versão movida a hidrogênio. A empresa também aposta nas motos elétricas prometendo pelo menos dez novos modelos elétricos e híbridos até 2025 pelo menos para os mercados de países desenvolvidos.

A intenção é que até 2035 seus principais modelos sejam híbridos ou totalmente elétricos. Para além da eletricidade, a queima de hidrogênio em vez de gasolina emite vapor d’água mas mantendo o desempenho de motor de combustão interna.

A empresa informou que o sistema híbrido pode funcionar com combustível fora da cidade usando sistemas regenerativos para completar a bateria. No modo cidade, a moto se transforma em energia elétrica pura, desligando e desligando o motor a combustão. De fato, espera-se que algumas cidades introduzam zonas de emissão zero em um futuro próximo, esse processo poderia ser feito automaticamente usando GPS, para que os pilotos possam entrar com segurança em áreas de emissão zero sem ter que lembrar quando trocar fontes de energia.

Leia também
+ Royal Enfield Interceptor 650 Twin e Continental GT 650 2022: novas cores
+ MV Agusta F3 RR 2022 com nova aerodinâmica para pistas
+ Kawasaki amplia categoria de motocicletas retrô com o lançamento da Z650RS
+ Mais barata do mercado, Shineray começa a vender, em outubro, a SH 125 Worker, por R$ 7.290
+ Motos Honda de baixa cilindrada: as mais roubadas ou furtadas em SP
+ Salão Moto Brasil confirmado para maio de 2022

Fora da cidade, o híbrido também é capaz de operar usando tanto o motor elétrico quanto o motor a combustão para dar um nível de desempenho que é mais alto do que qualquer um pode alcançar por conta própria.

A moto híbrida não é novidade no mundo das motocicletas. A Honda já apresentou uma versão híbrida do scooter PCX e a Piaggio já chegou a colocar no mercado europeu uma versão híbrida do MP3 mas a tecnologia ainda não emplacou como acontece com os automóveis.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *