Kawasaki tecnologias

São Paulo (SP) – O sistema de câmbio e embreagem deslizante utilizado pela Kawasaki em alguns de seus modelos evita o travamento e arrasto da roda traseira com perda de controle da moto nas reduções para entrar em curvas. É o que mostra o segundo de quatro capítulos que mostram a tecnologia aplicada pela da montadora japonesa.

O sistema de embreagem assistida e deslizante sai de fábrica nos seguintes modelos: Ninja ZX-6R, Ninja 1000 Tourer, Ninja 1000, Ninja 650, Ninja 400, Z900, Z900RS, Z650, Z400, Versys-X 300 Tourer, Versys-X 300, Vulcan S, Versys 1000, Versys 650 e Z900 2021. Já nos modelos Kawasaki: Ninja H2 SX SE, Ninja ZX-10R SE e Ninja ZX-10R. O sistema permite que a roda continue girando sem travar, com um pequeno toque de fricção da embreagem, similar ao “dedo” que os pilotos profissionais utilizavam no manete antes do surgimento desta tecnologia.

Na prática, o dispositivo simula o efeito de patinar a embreagem, tornando mais suaves as trocas de marchas, eliminando pequenos trancos tanto no pedal como no motor e, portanto, na pilotagem. Por se tratar de um sistema mecânico, não há necessidade de ligá-lo para utilizar, é só dar a partida, engatar a primeira e sair.

Com o KQS (Kawasaki Quick Shifter), o câmbio dos modelos mais potentes da marca permite trocas de modo manual, segurando a embreagem, engatando no pedal e soltando o manete, ou de forma semiautomática, apenas movendo a alavanca com o pé. Neste caso, ao iniciar a troca de marchas sem acionar a alavanca de embreagem, o próprio dispositivo realiza esta ação permitindo a mudança no câmbio sem riscos de quebra ou tranco no motor.

Leia mais:
+ Tecnologias Kawasaki Parte 01
+ Tecnologias Kawasaki Parte 03
+ Tecnologias Kawasaki Parte 04

Leia também:
+ BMW traz para o Brasil a S 1000 RR com pacote M
+ Triumph resgata nome Trident para novo conceito
+ Conheça tecnologias Kawasaki para suspensão, ABS e curvas
+ Honda CBR 600RR reaparece na Europa
+ Harley-Davidson do Brasil na pandemia
+ Calendário atualizado MotoGP 2020
+ Elétrica espanhola Urbet Nura. Pequena esportiva com 190 km de autonomia

Em algumas motos o sistema permite trocas rápidas tanto no aumento quanto na redução de marchas, já outros apenas no aumento, exigindo o uso da embreagem na redução. Presente nos modelos Kawasaki: Ninja H2 SX SE, Ninja ZX-10R SE, Ninja ZX-10R, Versys 1000 Grand Tourer (todas com KQS bidirecional) e Ninja ZX-6R (unidirecional). A adoção do câmbio com troca rápida também tem seus efeitos e benefícios nas ruas, contribuindo com menor emissão de poluentes despejados entre uma troca de marcha e outra além da agilidade ao realizar uma ultrapassagem.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *