Matthieu Lussiana vence em Cascavel

O francês Matthieu Lussiana, da BMW Motorrad Petronas Racing venceu a segunda etapa do Moto 1000 GP disputada neste domingo (31/05), em Cascavel (PR). Diego Pierluigi, da JC Racing Team chegou em segundo depois de disputar a primeira colocação com o francês até a metade da prova. Wesley Gutierrez, da Motonil Motors-PDV Brasil, foi ao pódio no terceiro lugar na categoria GP 1000.

Quarto lugar no grid, Lussiana saltou para a ponta na primeira volta, acompanhado de perto por Pierluigi. Depois de 15 voltas, o piloto da BMW conseguiu se distanciar. “Apostei no composto para pista seca, porque percebemos que o traçado não estava mais tão molhado. Procurei manter o mesmo ritmo desde o começo”, revelou Matthieu, que na próxima semana, vai correr no Mundial de Super Stock. “Essa corrida foi bem importante, serviu como prévia para o mundial”, frisou o piloto.

Para Diego Pierluigi, o segundo lugar ficou de bom tamanho, por não conseguiu acompanhar o francês no final da corrida. “Foi muito forte o ritmo do Lussiana. Meu pneu acabou depois da metade corrida. Mas mantive a concentração para chegar em segundo. O importante é somar pontos”, disse.

Atual vice-campeão da GP 1000, Wesley Gutierrez, falou da estratégia para administrar um lugar no pódio com as condições instáveis da pista. “Eu também fiz minha estratégia, e mantive a terceira colocação. A pista estava úmida em alguns trechos, então procurei focar para não errar”, finalizou Wesley Gutierrez.

Com o resultado da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, a classificação da categoria GP 1000 tem Matthieu Lussiana em primeiro, com 52 pontos, seguido do piloto português Miguel Praia, da Center Moto Racing Team, com 31 pontos e o argentino Sebastian Porto, companheiro de Lussiana na BMW Motorrad Petronas Racing, com 29 pontos alcançados.

GP 1000 – GP Cascavel

(Resultado final da segunda etapa após 23 voltas)

1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, GP 1000, 24min31s761
2º) Diego Pierluigi (ARG/JC Racing Team), Kawasaki, GP 1000, a 2s741
3º) Wesley Gutierrez (PR/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, GP 1000, a 5s588
4º) Sebastian Porto (ARG/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, GP 1000, a 8s744
5º) Miguel Praia (POR/Center Moto Racing Team), Honda, GP 1000, a 9s587
6º) Marco Solorza (ARG/Solorza Competición), Kawasaki, GP 1000, a 23s383
7º) Danilo Lewis (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, GP 1000, a 34s582
8º) Martin Solorza (ARG/Solorza Competición), Kawasaki, GP 1000, a 38s712
9º) Nick Iatauro (SP/Team Suzuki PRT), Suzuki, GP 1000 Evo, a 51s745
10º) Sebastiano Zerbo (ITA/Target Race Superbike Team), Kawasaki, GP 1000, a 1 volta
11º) Philippe Thiriet (MG/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, GP 1000, a 1 volta
12º) Victor Moura (PR/M2B Racing), BMW, GP 1000 Evo, a 1 volta

Classificação

Após duas etapas, a classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na categoria GP 1000 é a seguinte: 1º) Lussiana, 53; 2º) Praia, 31; 3º) Porto e Gutierrez, 29; 5º) Pierluigi, 27; 6º) Lewis e M. Solorza, 19; 8º) Zerbo, 17; 9º) Mt. Solorza, 16; 10º) Moura, 9; 11º) Pretel e Iatauro, 7; 13º) Thiriet, 5; 14º) Testa, 4; 15º) Fittipaldi, 3.

Após duas etapas, a classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na categoria GP 1000 Evo é a seguinte: 1º) Pretel, 50; 2º) Moura, 40; 3º) Testa, 16; 4º) Fittipaldi, 13; 5º) Paiato, 11; 6º) Salles, 10.

-Imagens e informações: divulgação-

Um comentário em “Matthieu Lussiana vence em Cascavel

  1. fico muito feliz em ver uma categoria de ponta como a Moto 1000GP no Brasil … e agora com alguma cobertura da mídia…..pena mesmo é não termos mais motódromos para sediar corridas do Moto GP em sampa … os preços pra ver na Argentina são proibitivos ….eu choro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *