Matthieu Lussiana vence o GP 1000

O francês Matthieu Lussiana, da BMW Motorrad Petronas Racing conquistou neste domingo (30) a vitória no GP Lubrax, quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, na principal categoria da competição, a GP 1000. A corrida foi disputada em 18 voltas pelo traçado de 3.695 metros do Autódromo Internacional de Curitiba.

O pódio da etapa contou, também, com o paranaense Wesley Gutierrez, vice-campeão de 2014, que terminou a corrida em segundo com a Kawasaki da Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, e o italiano Sebastiano Zerbo, da Target Race Superbike Team, que cruzou a linha de chegada em terceiro depois de revezar a posição durante algumas voltas com o português Miguel Praia, inscrito com a Honda da Center Moto Racing Team.

Na classe GP 1000 Evo, o GP Lubrax marcou a primeira vitória de Victor Moura, paranaense da M2B Racing que nesta etapa trocou sua BMW por uma Kawasaki. Nick Iatauro, líder da temporada, tinha a primeira posição na corrida até a sétima volta, quando perdeu rendimento na moto do Team Suzuki-PRT por conta de um problema eletrônico. Terminou em segundo. O terceiro foi o também paranaense Marcos Salles, com a Honda da MS Racing Team.

As cinco primeiras posições na corrida foram preenchidas por pilotos de cinco países diferentes. Além de Lussiana, Gutierrez e Zerbo, o grupo incluiu Praia e o argentino bicampeão Luciano Ribodino, companheiro de equipe do vencedor, em quinto. Não foi um evento estatístico inédito. A segunda etapa de 2014, em Interlagos, também teve cinco nacionalidades à frente, com vitória do norte-americano Danny Eslick à frente de Lussiana, Gutierrez, Zerbo e Praia.

Esta foi a nona vitória Lussiana no Moto 1000 GP, terceira no circuito da capital paranaense. Ele, assim, igualou o recorde de nove primeiros lugares do argentino Diego Pierluigi, piloto da JC Racing Team que chegou a figurar na vice-liderança do GP Lubrax, mas terminou a corrida em nono depois de sofrer uma queda. Pierluigi segue em segundo na tabela de pontuação do Brasileiro de Motovelocidade, que terá sequência em Goiânia no dia 27 de setembro.

A Corrida

Dada a largada, a mudança mais significativa ficou por conta de Luciano Ribodino, que tinha a quarta posição no grid e assumiu a vice-liderança já na primeira curva, formando com o pole Matthieu Lussiana a dobradinha parcial da BMW Motorrad Petronas Racing. Na abertura da segunda volta, Ribodino e o mineiro Philippe Thiriet, segundo e quinto colocados, saíram da pista ao fim da reta dos boxes e caíram para o quinto e nono, respectivamente.

Lussiana abriu a terceira volta com 1s936 de vantagem sobre Zerbo, que trazia o argentino Diego Pierluigi próximo de si, a 0s577. Victor Moura aparecia em sexto lugar na classificação da prova e tinha a liderança da classe GP 1000 Evo, mas foi ultrapassado por Nick Iatauro na terceira volta. Pierluigi superou Zerbo na abertura da sexta volta, mas completou apenas uma curva na vice-liderança – caiu na entrada da reta oposta do circuito.

Na mesma volta, o paranaense Eliandro Simonini sofreu queda também na reta oposta. O piloto saiu ileso do acidente, que destruiu a Kawasaki número 82 da Paulinho Superbikes. O complemento da oitava volta foi marcado pela ultrapassagem de Wesley Gutierrez sobre Zerbo. Na volta seguinte foi Miguel Praia quem retardou a frenagem ao fim da reta dos boxes para consolidar sua ultrapassagem sobre Zerbo e assumir o terceiro lugar.

Lussiana abria seis segundos de vantagem sobre seus adversários mais próximos. Zerbo, em quarto, administrava seu melhor resultado no ano. Tendo o pódio como meta, intensificou sua pressão sobre Praia. A diferença entre os dois europeus manteve-se na casa de três décimos de segundo durante várias voltas. Na 15ª, o italiano recuperou o terceiro lugar ultrapassando o português na curva que dá acesso ao trecho conhecido como “miolo”.

GP LUBRAX – MOTO 1000 GP – GP 1000
(Resultado final da corrida após 18 voltas)

1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, GP 1000, 24min19s613
2º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, GP 1000, a 8s074
3º) Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, GP 1000, a 10s162

Classificação

Após cinco etapas, a classificação da GP 1000 é: 1º) Matthieu Lussiana, 128 pontos; 2º) Diego Pierluigi, 80; 3º) Miguel Praia, 73; 4º) Wesley Gutierrez, 71; 5º) Sebastiano Zerbo, 53; 6º) Danilo Lewis e Philippe Thiriet, 32; 8º) Nick Iatauro, 31; 9º) Sebastian Porto, 29; 10º) Luciano Ribodino, 27; 11º) Victor Moura, 24; 12º) Diego Pretel, 22; 13º) Marco Solorza, 19; 14º) Martin Solorza e Marcos Salles, 16; 16º) Alessandro Andrade, 6; 17º) Ian Testa, 4; 18º) Luís Fittipaldi, 3.

-Informações e imagens: divulgação-

Um comentário em “Matthieu Lussiana vence o GP 1000

  1. Realmente foi um corridaço.
    Lamentável apenas a narração do EI informar que esse autódromo venha abaixo e se transforme em condomínio residencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *