Nova geração da GSX-R 1000 com VVT

A nova geração da GSX-R 1000, deve aparecer pela primeira vez no Salão de Milão, na Itália, no final de novembro deste ano, como modelo 2016 da superbike da Suzuki. É o que aposta a mídia internacional especializada em motociclismo. A provavelmente nomeada GSX-R 1000 L1 será a resposta da Suzuki para os lançamentos dos modelos do “clube dos 200 cv” lançados este ano: Aprilia RSV4, Yamaha R1, Kawasaki H2, Ducati 1299 Panigale e o ainda conceito Honda RC213V-S. A “Gixxer” 2015 tem atualmente 185 cv.

As especulações do novo modelo da GSX-R são baseadas em pedidos de patente registrados pela Suzuki principalmente para o sistema VVT (comando variável de válvulas) que permite variação no curso e no tempo das válvulas, em um motor de quatro cilindros em linha. Criado pela Honda na década de 80 e utilizado em automóveis hoje em dia, o sistema permite ao motor trabalhar de forma que ele tenha ganhos expressivos na potência em baixas e médias rotações, sem afetar as altas e com expressiva redução de consumo e emissões de poluentes.

Leia também:
+ Kawasaki H2 chega ao Brasil por R$ 120 mil
+ Ducati apresenta a Panigale 1299 em Milão
+ Nova YZF-R1 2015 tem 200 cavalos e 179 quilos
+ Protótipo Honda RC213V-S: da pista para as ruas

De acordo com os pedidos de patentes feitos no Japão, o quadro e a balança da nova GSX-1000 também foram redesenhados. Especula-se ainda que a moto pode aparecer com ABS desenvolvido também para curvas e novos implementos para modos de pilotagem e controle de tração.

A linha GSX-R comemora, em 2015, 30 anos de lançamento mundial. Hoje é a superbike mais icônica da montadora japonesa. O desenvolvimento do modelo, entretanto, só deu um salto grande em 2005 quando a Suzuki apresentou a K5 que mudou radicalmente o comportamento da moto tanto na conduções como na potência.

Vídeo promocional do modelo 2015

-Imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *