Novidades BMW no Intermot

A alemã BMW apresentou três novidades no Salão de Colônia desse ano. A nova geração da S 1000 RR agora com 200 cavalos, seis a mais que o modelo anterior, no motor quatro cilindros de 999 cc que gera 11,5 kgfm. Além disso, a revisão deixou a moto quatro quilos mais leve. Três quilos foram eliminados apenas do sistema de exaustão.

A montadora alemã anunciou ainda reforços, novos materiais e estrutura do chassi que está mais rígido com alterações no entre-eixo e ângulo de esterço. A geometria do motor também recebeu nova cabeça de pistão e melhorias nas válvulas. O modelo recebeu ainda o sistema eletrônico de controle da suspensão (DDC). O ABS é de série e o controle de tração opcional.

Leia também:
+ O comportamento eletrônico da BMW S 1000 R
+ Nova Scrambler tem motor de 803 cc
+ Suzuki GSX-S1000 versões naked e semi-carenada
+ Yamaha: MT-07 MotoCage e XJR1300 Racer
+ H2R, conceito supercharger de 300 cavalos
+ XJR1300 Racer estreia em Colônia

R 1200 R

Renovada, a bicilíndrica R 1200 R ganhou a nova geração do motor boxer de 1.170 cc que trabalha com sistema de refrigeração com misto líquida e ar. São de série os freios ABS e o controle de estabilidade. Como opcionais, o modelo tem seleção de modos de pilotagem e controle de tração.

R 1200 RS

No Intermot, a BMW apresentou ainda a inédita R 1200 RS, uma versão carenada da naked R 1200 R. Tem freios ABS, controle de estabilidade e dois modos de pilotagem de série. Recebeu proteções do motor e modificações no farol com bolha. Modos de pilotagem extras e controle de tração são opcionais.

-Imagens: divulgação-

3 comentários em “Novidades BMW no Intermot

  1. Em condolência com respeito ao colega que se queixou, compactuo tal reclamação. Deve sim, as montadoras apresentarem um tabelamento de preço com mão de obra, pois se paga MUITO a uma moto e deixam na mão. além dos preços praticados, estratosféricos.Se já temos insegurança por causa da violência mas colocamos um bom recurso em uma moto,por que não sermos valorizados…

  2. Tenho uma K1200RS e em Vitória -ES o pessoal da Conc. não sabe mexer e nem pega para revisão,imagine uma dessas com tanta tecnologia embarcada.
    Antes de importar essas máquinas, os Concessionários deveriam se especializar para não ficar trocando peças sem saber e deixando a manutenção a preços absurdos.
    É uma pena uma marca tão boa com uma assistência tão ruim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *