Pikes Peak Hill Climb 2019

Colorado Springs(EUA) – Rafael Paschoalin venceu a categoria Middleweight da competição Pikes Peak International Hill Climb 2019, em Colorado (EUA). O piloto da Yamaha Racing, que já havia conquistado a pole position competindo com uma Yamaha MT-07, percorreu os 20 quilômetros e 156 curvas do percurso em 10.43.880 minutos, abrindo uma grande vantagem sobre seus oponentes. Richard Kay, segundo colocado na Middleweightfez o tempo de 11.20.959 minutos, enquanto Jimi Heyder, o terceiro, completou sua subida em 12.58.629 minutos.

Essa é a quarta participação de Paschoalin em Pikes Peak, sempre disputando a categoria Middleweight, para motores de dois ou quatro tempos que não excedam quatro cilindros e que tenham entre 501 e 1200 cilindradas.. Em 2017, correndo com uma MT-07, ele conquistou a segunda colocação. Em 2018, a bordo de uma MT-09, ele foi o terceiro colocado. O retorno de Rafael Paschoalin ao Brasil, está previsto paro o dia 4 de julho.

Para Rafael Paschoalin, muitos foram os fatores responsáveis por sua vitória. “Este ano cheguei em Pikes Peak mais preparado, tanto no aspecto físico quanto psicológico. Tive a oportunidade de vir para os Estados Unidos algumas semanas antes da corrida para treinar e realizar os acertos finais na minha Yamaha MT-07, que aliás, sempre esteve perfeita. Começamos a desenvolvê-la cedo, após o lançamento de sua nova geração em outubro de 2018, e acertamos em cheio em sua preparação e na estratégia de trazermos uma moto fabricada no Brasil pronta para competir”. Estou feliz e realizado com o resultado que conquistamos aqui. Ele é o fruto do trabalho de muita gente. Foram muitas as pessoas que contribuíram no projeto e que gostaria muito que estivessem comigo aqui no topo da montanha, segurando a bandeira no nosso país”.

Morte

Em sua conta no Twitter, Paschoalin lamentou a morte do piloto norte-americano Carlin Dunne, de 36 anos, que pilotava a nova Ducati Streetfighter V4, depois de cair quando estava prestes a passar a linha de chegada. Ele perdeu o controle da moto ao passa por um buraco na pista a despencar na ribanceira. A Ducati já havia vencido a prova outras oito vezes, respectivamente nos anos de 2018, 2014, 2013, 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. A versão de série da Streetfighter V4 deve ser apresentado no Salão de Milão (EICMA) 2019.

Leia também:
+ Crivilin vence quinta etapa do Brasileiro de Enduro FIM
+ MV Agusta Dragster RC Shining Gold. Edição limitada a uma unidade
+ BMW R 1250 GS chega em setembro
+ Teste. Royal Enfield Classic 500
+ Parceria KTM/Bajaj Auto para modelos urbanos elétricos
+ Yamaha lança scooter elétrico EC-05 para o mercado tailandês
+ MXF Motors lança consórcio nacional
+ Kawasaki inicia vendas da Versys 1000 modelo 2020 a partir de 15 de julho
+ Royal Enfield abre nova loja em Curitiba
+ Yamaha Fazer 250 ABS versão 2020 tem nova cor vermelha

Para Helio Ninomiya, gerente executivo de marketing e planejamento de produtos da Yamaha Motor do Brasil, a vitória em Pikes Peak é um acontecimento histórico para a Yamaha e para o motociclismo brasileiro. “Prestes a completar 50 anos de Brasil, essa vitória é o resultado do esforço de todo time Yamaha no Brasil, que tem em seu DNA as competições. A Yamaha foi a primeira a fabricar uma motocicleta no Brasil, e agora fomos os primeiros a vencer essa lendária competição com uma motocicleta também fabricada no Brasil, em nossa unidade de Manaus. Além disso, é mais uma grande conquista de nosso motociclismo, que volta a brilhar no exterior, mostrando que temos grandes talentos. O Rafael Paschoalin foi brilhante, e toda sua competência e esforços pessoais foram recompensados com a conquista do título de Campeão da categoria Middleweightde Pikes Peak 2019”, declarou Ninomiya.

A competição é uma das mais difíceis e emblemáticas do motociclismo mundial. Neste ano, Pikes Peak International Hill Climb, como é chamada, completou 97 edições e 103 anos de existência. Pikes Peak também é peculiar. Trata-se da subida de estrada sinuosa em Colorado Springs (EUA), com nada menos que 156 curvas em um percurso total de 20 km. Sua largada acontece a cerca de 2300 m de altitude e a chegada a mais de 4.500 m, colocando pilotos e máquinas a prova em função do ar rarefeito.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *