Produção de motos

A produção de motos registrou queda de 12% na comparação de agosto deste ano com o mesmo mês do ano passado (129.767 unidades). O número é do levantamento divulgado hoje (4/09) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Já no acumulado do ano, a retração chega a 11,9%, passando de 1.038.714 motocicletas, em 2014, para 914.752, em 2015.

Na comparação do mês passado com julho, a produção cresceu 11,6% com 114.162 unidades em agosto ante 102.330 em julho. O aumento deve-se à retomada da produção no Polo Industrial de Manaus (PIM) depois das férias coletivas na fábricas instaladas no Amazonas.

As vendas no atacado – das montadoras para suas concessionárias – totalizaram 101.927 unidades em agosto, contra 93.654 em julho, o que equivale a um crescimento de 8,8%, e queda de 15,7% frente ao mesmo mês de 2014 (120.941). Em relação à comercialização interna dos oito primeiros meses de 2015 (854.674), a retração foi de 10,1%, quando comparado a 2014, com 950.684 unidades.

No varejo, foram vendidas 99.854 motocicletas, o que representa um recuo de 7,3% ante o volume de julho (107.741) e de 10,3% em relação a igual período de 2014 (111.291). A média diária de vendas chegou a 4.755 unidades no oitavo mês do ano (21 dias úteis de comercialização), volume superior (1.5%) ao registrado no mês anterior (4.684), com 23 dias úteis. Quando comparado a agosto de 2014 (5.300), que também apresentou 21 dias úteis de comercialização, o decréscimo chega a 10,3%.

As exportações do mês de agosto alcançaram 9.347 operações, o que representa alta de 9% frente a julho do presente ano (8.574). Na comparação com o oitavo mês de 2014 (9.528 motocicletas), observa-se recuo de 1,9%. Já na comparação do acumulado de 2015 com 2014, o índice de motocicletas exportadas apresenta expressiva queda de 42,1%, passando de 62.446 para 36.162 unidades.

“Tradicionalmente, o segundo semestre é melhor que o primeiro. Além do período de férias e décimo terceiro salário, a realização de eventos estimulam o mercado. O Salão Duas Rodas, por exemplo, programado para os dias 7 e 12 de outubro, no Anhembi, em São Paulo (SP), trará novidades e lançamentos que incentivará os consumidores e deverá impactar positivamente nos resultados para o segmento”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

-Informações e imagens: divulgação-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *